Série B: De cabeça erguida, Estevam Soares deixa o Tupi

A última partida em que esteve à frente do Galo Carijó aconteceu no sábado, quando a equipe empatou fora de casa com o Oeste

por Agência Futebol Interior

Juiz de Fora, MG, 19 (AFI) – Mais um técnico deixou o comando de uma equipe do Campeonato Brasileiro da Série B. Na noite deste domingo, a diretoria do Tupi se reuniu e definiu pela queda de Estevam Soares, que havia sido contratado há pouco mais de três meses. A confirmação veio apenas na manhã deste segunda-feira.

A última partida em que esteve à frente do Galo Carijó aconteceu no sábado, quando empatou fora de casa com o Oeste, pela 26ª rodada. Por outro lado, a estreia fora na oitava rodada, quando os mineiros perderam para o Brasil de Pelotas por 1 a 0. Assim, ele comandou o time de Juiz de Fora em 19 partidas – foram cinco vitórias, sete empates e sete derrotas.

Estevam Soares se esforçou a máximo para tirar o Tupi da zona de rebaixamento, apesar de contar com um grupo enxuto e pouco qualificado para uma competição como a Série B. Além disso, pegou o time mal montado e mal preparado por Ricardo Drubscky, antigo treinador, que não soube identificar as carências do elenco, o qual já dava sinais de fragilidade desde o Campeonato Mineiro.

Reunião da diretoria do Tupi define saída de Estevam Soares
Reunião da diretoria do Tupi define saída de Estevam Soares

FALA, ESTEVAM!
O técnico Estevam Soares ficou em São Paulo, onde mora, depois do empate sem gols com o Oeste, sábado à noite, em Osasco. Ele aceitou com naturalidade a decisão da diretoria e até fez elogios ao comando e ao clube.

“O Tupi é um clube pequeno, mas bem organizado. Paga pouco em relação a outros clubes, porém, cumpre religiosamente as suas obrigações. Os dirigentes estão fazendo o que podem dentro dos recursos que eles têm, como eu dei o máximo no período em que estive lá”. Questionado sobre o que falta ao Tupi, ele disse:

“Nosso elenco é pequeno. E a série B é uma competição difícil, que tem jogo duro toda semana. Depois aparecem problemas com suspensões e lesões e isso atrapalha. Com um elenco pequeno você não consegue repor as peças sem perder qualidade”. Quanto ao elenco, Estevam afirmou:

“Todos se doaram sempre. Nunca houve qualquer tipo de respeito com o clube. Só ver no último jogo, quando demos o máximo em campo, os jogadores saíram de campo extasiados, porém, seguraram, o empate com o oeste e comemoraram ao final do jogo”, completou.

Um torcedor conhecido do time mineiro, que não deixa de ir ao campo todo dia, até comentou:

“Neste time aqui nem Guardiola (Pep) daria jeito...”.

Em nota oficial, “o Tupi agradece a dedicação que Estevam sempre demonstrou e deseja sucesso na continuidade de sua carreira”, afirmou a direção mineira. Ele deixa a equipe na 18ª colocação com 25 pontos, a seis do Oeste, primeiro fora da zona de rebaixamento. O próximo compromisso alvinegro acontece sábado, quando recebe o Brasil de Pelotas, às 18h30.