Seleção Futebol Interior do Brasileirão sob comando de jovem técnico carioca

Comando fica nas mãos de Jair Ventura, o jovem de 37 anos e que detém a melhor campanha do returno com o Botafogo.

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 13 (AFI) - Na reta final do Campeonato Brasileiro não tem moleza para ninguém. todo jogo é uma guerra e decisivo, mesmo porque valem os mesmos três pontos da primeira rodada da competição. A briga lá em cima está acirrada. Só o Atlético-PR saiu do G6, com a entrada do Botafogo.

A briga embaixo continua a mesma, com dois virtuais rebaixados - América-MG e Santa Cruz - e um time que aprece não ter forças para suportar a briga: o Figueirense. A quarta vaga na Série B em 2017 promete ser disputada por Internacional, Sport, Vitória e São Paulo.

Na Seleção da Rodada, o comando fica nas mãos de Jair Ventura, o jovem de 37 anos e que detém a melhor campanha do returno com o Botafogo. O time está armado no esquema 4-3-3. Vale a pena conferir!

Confira a Seleção FI da 30.ª rodada do Brasileirão:

Goleiro: Gatito Fernández (Figueirense)

Guilherme: dois gols e Timão quebra jejum de seis jogos
Guilherme: dois gols e Timão quebra jejum de seis jogos

_____________________________________________
Lateral-direito: Edilson (Grêmio)
Zagueiro: Thiego (Chapecoense)
Zagueiro: Juninho (Coritiba)
Lateral-esquerdo: Victor Luis (Botafogo)
_____________________________________________
Volante: Romero (Cruzeiro)
Meia: Rhayner (Ponte Preta)
Meia: Otero (Atlético-MG)
_____________________________________________
Atacante: Guilherme (Corinthians)
Atacante: Leandro Damião (Flamengo)
Atacante: Copete (Santos)
_____________________________________________
Técnico: Jair Ventura (Botafogo)
_____________________________________________
Gatito Fernández (Figueirense)
Com seu time tentando escapar da zona de degola, só mesmo restava se defender para evitar nova derrota, desta vez em Curitiba. Ele fez grandes defesas e foi responsável pelo placar em branco. Levou para casa um pontinho importante na sua caminhada dolorosa.

Grêmio foi bem graças a Edilson
Grêmio foi bem graças a Edilson

Lateral-direito: Edílson (Grêmio)
Mesmo atuando pelo lado do campo se tornou no cérebro do time, mesmo porque o Furacão fez uma forte marcação em cima dos meiocampistas gremistas. A saída, naturalmente, era pelos lados. Dono de belo domínio de bola e toque fácil na 'pelota', deitou e rolou pelo seu lado e armou as principais jogadas do Tricolor.

Zagueiro: Thiego (Chapecoense)
Deixou Thiego livre na área, ele marca. O jogador vem confirmando sua fama de zagueiro-artilheiro pela Chapecoense. Já foram cinco gols, o último na goleada contra o Sport por 3 a 0. Esteve também impecável na defesa, tanto que o Verdão não foi vazado na rodada. Merece destaque!

Zagueiro: Juninho (Coritiba)
Apesar do empate sem gols em casa contra o Figueirense, o Coritiba teve um destaque na partida. O zagueiro Juninho mostrou segurança na defesa e chegou a atuar improvisado como lateral em alguns momentos, surpreendendo também no apoio. É um jogador versátil e tem chamado atenção pelas boas atuações com a camisa do Coxa.

Lateral-esquerdo: Victor Luis (Botafogo)
Victor Luis deve ser um dos 'reforços' do Palmeiras para a próxima temporada. O jogador tem feito boas partidas pelo Botafogo e foi um dos destaques na vitória, por 1 a 0, contra o Internacional. Seguro na defesa, chama a atenção pelas arrancadas quando sobe ao ataque. Tem sido peça essencial na arrancada do Fogão no Brasileirão.

Volante: Romero (Cruzeiro)
Mesmo enfrentando o líder fora de casa, o Cruzeiro conseguiu segurar o empate e Lucas Romero foi um dos responsáveis por neutralizar o ataque palmeirense. O volante argentino se destacou na partida com marcação forte e distribuindo as jogadas no meio de campo.

Meia: Otero (Atlético-MG)
Foi o escolhido para substituir Cazares, que não voltou a tempo de defender o Galo, e deu conta do recado. Criou as principais jogadas ofensivas e ainda deu a assistência para Fred abrir o placar no clássico contra o Coelho.

Rhayner fez belo gol de perna esquerda pela Ponte Preta
Rhayner fez belo gol de perna esquerda pela Ponte Preta

Meia: Rhayner (Ponte Preta)
A sua presença em campo garante uma nova dinâmica no time da Macaca, que não vencia há quatro jogos - um empate e três derrotas seguidas. Fez a diferença e ainda marcou um belo gol, o primeiro diante do Vitória, dentro do Majestoso nesta quinta-feira à noite. É hoje um jogador fundamental no esquema tático de Eduardo Baptista, porque auxilia na marcação, passa para os atacantes e, as vezes, chega lá na frente pra finalizar. Foi eleito pela Rádio Bandeirantes AM de Campinas como "melhor em campo". Levou nota 8 do comentarista Valdemir Gomes.

Atacante: Guilherme (Corinthians)
O Corinthians vem sofrendo com a falta de gols de seus atacantes, mas Guilherme, atuando improvisado como homem de referência, mostrou qualidade. O camisa 10 marcou dois gols na rodada e começa a se apresentar como solução para o problema ofensivo do Timão.

Atacante: Leandro Damião (Flamengo)
O atacante Rubro-Negro esteve em quase todas as bolas de perigo do time durante a primeira etapa. Acreditando em todos os lances, Damião já levou perigo em uma dividida na primeira chegada do Fla. O atacante seguiu insistindo até que aos 11 minutos foi recompensado com o gol. Damião subiu dividindo com a defesa adversária e conseguiu mandar para o gol que colocou o Fla no caminho da importante vitória no clássico.

Atacante: Copete (Santos)
Tem sido decisivo para o Peixe, marcando gols importantes. Vingou de novo no clássico com o São Paulo no Pacaembu (onde o Santos deveria mandar seus jogos). Marcou o gol aos 52 segundos do segundo tempo e foi o suficiente para desconcentrar o time do Tricolor, que não vai acertar a mão com Ricardo Gomes. O Peixe está no G4 à espera de um vacilo dos lideres para brigar pelo título. O atacante colombiano foi o jogador mais perigoso do ataque santista e levou vantagem sobre os defensores do São Paulo no clássico.

Jair Ventura: 37 anos e melhor campanha do returno
Jair Ventura: 37 anos e melhor campanha do returno

Técnico: Jair Ventura (Botafogo)
Jovem de 37 anos é uma das revelações da temporada, ao lado de Zé Ricardo (Flamengo) e Eduardo Baptista (Ponte Preta). Desta vez o botafoguense fica com a responsabilidade de comandar a Seleção FI, mesmo porque conseguiu uma vitória importante sobre o Internacional, por 1 a 0, confirmando a melhor campanha entre os 20 participantes no returno.

Este handicap transformou o time carioca de um mero candidato ao rebaixamento a um candidato a vaga na Copa Libertadores da América, fechando a 30.ª rodada em quinto lugar, com 47 pontos.