Seleção FI da Série C tem trio de ataque decisivo, técnico salvador e dupla paraguaia

O treinador Roberto Fernandes e os atacantes Wallace Pernambucano, Reinaldo Alagoano e Hugo estão entre os destaques da rodada final

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 18 (AFI) - A fase classificatória da Série C finalmente chegou a sua reta final e agora restaram apenas oito times (Fortaleza, ABC, Botafogo-PB, ASA, Guarani, Boa Esporte, Botafogo-SP e Juventude) na disputa das quartas. A última rodada antes da fase decisiva agitou a tarde deste domingo e mais uma vez o Futebol Interior trás a Seleção da Rodada com os destaques do dia.

Com não poderia deixar de ser, a rodada decisiva foi cheia de heróis. É nessa classe que se encaixa o trio de ataque formado por Wallace Pernambucano, do Confiança, Reinaldo Alagoano, do ASA, e Hugo, do Juventude. Os três fizeram gols que definiram a situação de suas equipes na terceira divisão. Outro destaque é o setor de criação do meio de campo formado por dois paraguaios: Echeverría (ABC) e Samúdo (Boa Esporte).

CONFIRA A SELEÇÃO DA 18ª RODADA DA SÉRIE C DO BRASILEIRO:

Douglas Pires (Fortaleza);

Tote (River-PI), Filipe (Botafogo-SP), Ruan (Juventude) e Ebert (Macaé)

Bileu (Tombense), Echeverría (ABC) e Samúdio (Boa Esporte);

Reinaldo Alagoano (ASA), Hugo (Juventude) e Wallace Pernambucano (Confiança)

Técnico: Roberto Fernandes (Confiança)

Hugo marcou dois gols na vitória do Juventude sobre o Mogi. (Foto: Arthur Dallegrave / EC Juventude)
Hugo marcou dois gols na vitória do Juventude sobre o Mogi. (Foto: Arthur Dallegrave / EC Juventude)

Goleiro: Douglas Pires (Fortaleza)
Num time recheado de reservas, o camisa 1 roubou a cena e parou o forte ataque do Botafogo-PB no Almeidão. No segundo tempo, quando o time comandado pelo técnico Marquinhos Santos recuou bastante, Pires se transformou em herói ao fazer três grandes defesas milagrosas.

Lateral-direito: Tote (River)
Quando o River foi ao ataque, Tote foi principal responsável pela criação de jogadas ofensivas do Galo. Tote fez o levantamento para o cebeceio de Roberto Dias, que explodiu na trave. O lateral também fez um cruzamento venenoso que quase deu em gol de Rodriguinho. Tote ainda chegou perto de marcar. Em uma batida com efeito, ele quase enganou o goleiro adversário. No fim, Tote ainda cobrou falta também com perigo.

Zagueiro: Filipe (Botafogo-SP)
O zagueiro teve uma atuação decisiva no empate contra o Macaé, no último domingo. Além de ter uma atuação segura no primeiro tempo, sem deixar o ataque do Macaé crescer na partida. Depois do intervalo, mostrou presença de área e marcou o gol que estava dando a vitória parcial ao Botafogo. Desgastado, saiu antes do final da partida e viu do banco sua equipe tomar o empate

Wallace Pernambucano foi decisivo para a permanência do Confiança. (Foto: Divulgação / AD Confiança)
Wallace Pernambucano foi decisivo para a permanência do Confiança. (Foto: Divulgação / AD Confiança)

Zagueiro: Ruan (Juventude)
Mesmo sem nenhuma pretensão na terceira divisão, o Mogi Mirim deu um certo trabalho para o Juventude. De qualquer maneira, o time jaconero estava bem armado defensivamente e contou com uma atuação segura de Ruan para poder construir a vitória por 2 a 1.

Lateral-esquerdo: Ebert (Macaé)
Entrou em campo como um soldado, saiu como rei. O Macaé estava pressionado na partida, mas o pequeno camisa 6 se meteu no meio da área, nos minutos finais, superou os gigantes botafoguenses e marcou o gol que decretou a permanência do time carioca na terceira divisão.

Volante: Bileu (Tombense)
Foi um dos destaques do jogo realizado em Tombos. Se destacou na marcação e ainda achou tempo para aparecer como elemento surpresa lá na frente e fazer o segundo gol da vitória do Tombense sobre a Portuguesa. Vem fazendo um grande campeonato.

Meia: Echeverria (ABC)
O nome do jogo deste domingo. Abriu o placar aos sete minutos e depois colocou o ABC novamente na frente do placar, mas o ASA acabou arrancando um empate. O Mais Querido vai precisar muito de seu futebol nas quartas de final diante do Botafogo-PB para conquistar o acesso.

Reinaldo Alagoano fez o gol da classificação do ASA. (Foto: Divulgação / ASA)
Reinaldo Alagoano fez o gol da classificação do ASA. (Foto: Divulgação / ASA)

Meia: Samudio (Boa Esporte)
No mistão do Boa Esporte, o paraguai assumiu a camisa dez do Boa Esporte com muita personalidade e não sentiu o peso de substituir o meia Tchô. Para coroar a brilhante atuação, ainda marcou dois dos quatro gols bovetas na goleada 4 a 0 sobre o Guaratinguetá.

Atacante: Wallace Pernambucano (Confiança)
Meia de origem, Wallace vem sendo improvisado como atacante pelo técnico Márcio Fernandes e vem provando seu valor, tanto que entrou para história do Confiança ao marcar o gol que evitou o rebaixamento azulino. O time ia perdendo empatando por 1 a 1 e sendo rebaixado, quando o jogador apareceu na área para fazer de cabeça.

Atacante: Reinaldo Alagoano (ASA)
Vinha fazendo uma partida regular diante do ABC, mas a estrela brilhou aos 43 minutos do segundo tempo. Na tarde deste domingo, no Frasqueirão, Reinaldo Alagoano marcou o gol que deu o empate para o ASA e, consequentemente, a classificação às quartas de final.

Roberto Fernandes foi essencial para salvar o Confiança. (Foto: Divulgação / Confiança)
Roberto Fernandes foi essencial para salvar o Confiança. (Foto: Divulgação / Confiança)

Atacante: Hugo (Juventude)
Em um jogo duro com o Mogi Mirim, na casa dos adversários, o Juventude conseguiu uma vitória por 2 a 1 e cravou a classificação para as quartas de final. O principal responsável pelo resultado foi o atacante Hugo, mais do que decisivo na partida. Foi ele quem fez os dois gols jaconeros. O segundo foi um golaço, em um belo chute no ângulo do goleiro mogimiriano.

Técnico: Roberto Fernandes (Confiança)
O estilo linha dura de Roberto Fernandes funcionou e ele acabou como um dos principais responsáveis por salvar o time do rebaixamento. Um dos acertos foi arriscar Wallace Pernambucano no ataque e ver o meia terminando a Série C como artilheiro azulino, com cinco gols. Com ele no comando, o Dragão somou 13 pontos, com 3 vitórias, 4 empates e 2 derrota. A campanha do returno foi idêntica à do líder Fortaleza.