São Paulo mira Rafael Marques e pode envolver Michel Bastos como moeda de troca

Os dois têm contratos com seus respectivos clubes até o fim de 2017 e não são titulares

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 18 (AFI) - A vitória de virada sobre o Fluminense, por 2 a 1, na última segunda-feira, deixou o São Paulo em situação relativamente confortável em relação a briga contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Por isso, a diretoria já iniciou o planejamento para 2017 e um dos nomes sondados é o de Rafael Marques, do Palmeiras. Sem clima para continuar no Morumbi, o meia Michel Bastos poderia ser envolvido como moeda de troca.

Rafael Marques já esteve nos planos do São Paulo nesta temporada e a negociação também envolvia Michel Bastos, mas o atacante acabou fazendo o sétimo jogo pelo Palmeiras no Brasileirão e esfriou as conversas, pois ele não poderia mais defender nenhum clube da elite. Com o fim da temporada se aproximando, as diretorias voltaram a conversar.

Reserva no Palmeiras, o atacante Rafael Marques pode trocar de clube após o Brasileirão
Reserva no Palmeiras, o atacante Rafael Marques pode trocar de clube após o Brasileirão
Tanto Rafael Marques quanto Michel Bastos possuem contratos com seus respectivos clubes até o fim de 2017. No primeiro contato, logo no início do Brasileirão, o São Paulo tinha proposto que cada um ficasse responsável pelo salário dos reforços. A expectativa é que essa proposta seja feita novamente pelos dirigentes tricolores.

O atacante chegou ao Palmeiras no ano passado emprestado pelo Henan Jianye-CHN e por conta do seu bom desempenho acabou tendo o passe comprado. Reserva durante praticamente toda temporada, ele fez 33 jogos e marcou cinco gols. Rafael Marques, de 33 anos, ainda acumula passagens por Botafogo, Omiya Ardija-JAP, Manisaspor-TUR, Marília, Inter de Limeira e Ponte Preta.

Com a mesma idade de Rafael Marques, Michel Bastos não tem mais clima para continuar no São Paulo, principalmente depois de ter sido agredido por torcedores durante uma invasão ao treinamento. Sem ser relacionado por Ricardo Gomes para a partida contra o Fluminense, na última segunda-feira, o meia tem desempenho parecido ao do atacante palmeirense em 2016: 38 jogos e cinco gols. Ele ainda defendeu Roma-ITA, Schalke 04-ALE, Lyon-FRA, Atlético-PR, Figueirense e Grêmio, entre outros.

As duas diretorias, porém, não devem confirmar as conversas até o fim do Brasileirão, já que os dois clubes ainda lutam por seus objetivos. Líder isolado, o Palmeiras é apontado como o favorito ao título, enquanto o São Paulo luta contra o rebaixamento à Série B.