Técnico Paulo Roberto aguarda reunião com diretoria do São Bento

Com o retorno do presidente Fernando Martins, a situação do São Bento deve ser definida em breve

por Rivail Oliveira

Sorocaba, SP, 13 (AFI) - O São Bento encerrou sua participação na vitoriosa temporada de 2016 no dia 18 de setembro, com a vitória por 1 a 0 no CIC contra o CSA, de Alagoas, que resultou na saída nas semifinais do Campeonato Brasileiro da Série D, mas com a vaga assegurada para a Série C do ano que vem. Porém, 25 dias depois, segue o impasse para o acerto com o treinador Paulo Roberto, há três anos no clube para a temporada de 2017.

Falando nesta quinta-feira ao Futebol Interior, o treinador, que passa suas férias no Rio de Janeiro, disse que tudo continua na mesma e aguarda uma definição da situação para a sequencia ou não do seu trabalho no clube de Sorocaba. “Por enquanto tudo (segue) na mesma,e não tenho falado com ninguém”, disse o treinador, quinto colocado no Paulistão e terceiro no Brasileiro com o time azul de Sorocaba e que vem sendo tendo propostas de vários clubes do país.

“Venho sendo procurado sim, por (vários) clubes. Porém, hoje (quinta-feira), pela manhã recebi um telefonema do Xixo (Agacir Maister, diretor licenciado do clube que deve voltar em novembro). Porém foi impossível conversarmos pois estou no Rio de janeiro”, disse o treinador, que aguarda o mais rápido possível uma definição para sua situação.

Paulo Roberto disse ao Futebol Interior que sempre tive uma boa relação com todos os dirigentes do clube sorocabano. “Entendo que a diretoria estejam definindo assuntos internos, porém, na minha opinião, o planejamento está atrasado. Pretendo voltar a trabalhar já em novembro”, disse Paulo Roberto, não citando se será no São Bento ou em outro clube.

MAIS TEMPO PARA SE PLANEJAR
Questionado sobre formatação do elenco e planejamento para 2017, o treinador afirmou: “Por enquanto eu não tenho nada definido com relação a elenco. Isso só acontecerá depois de definida a situação da comissão técnica. O importante é que o clube tem agora um calendário anual (Paulistão com 18 datas, de 29 de janeiro a 30 de abril, Brasileiro Série C com 24 datas, de 7 de maio a 15 de outubro, e possivelmente Copa do Brasil com 21 datas, de 12 abril a 29 de novembro); Eu acho que clube agora terá agora oito meses para se planejar para serie C, fato que não ocorreu na serie D”, analisou.

DOIS LADOS DA COPA DO BRASIL
Paulo Roberto comandou o rival Atlético Sorocaba no ano de 2009 na Copa Brasil, depois de se classificar vencendo a Copa Paulista. Foram dois jogos, 1 a 0 e 0 a 2 contra o Juventude-RS e a eliminação na primeira fase. Sobre a competição e a presença do São Bento no torneio nacional, o treinador afirmou:

“Por um lado é muito bom pois não será aquela correria da série D e o tempo para buscar recursos será infinitamente maior. Tem o lado que é uma excelente mídia para o clube”, afirmou Paulo Roberto.

Todavia, o treinador disse que têm seu lado ruim jogar a competição paralelamente com o estadual. “Mas pelo lado técnico, é prejudicial (jogar a Copa do Brasil), com o campeonato em disputa. Eu particularmente, acho que clubes menores não têm estrutura para disputar paralelamente duas competições do nível de paulistão e Copa do Brasil. Uma competição acaba atrapalhando a outra”, detalhou.

Para o treinador, se o São Bento for mesmo disputar, tem de estar ciente do que irá passar por duas competições de alto nível: Disputar a Copa do Brasil não é inviável (para clubes sem grande estrutura). Porém é preciso haver uma conscientização das dificuldades para um clube de pouco investimento participar de duas competições desse nível ao mesmo tempo”, relata. Paulo Roberto completou ao falar da cobrança com dois torneios fortes: “Quanto a cobrança, não vejo problemas. Foi como te falei. Em plena disputa de série A2 (na época, em 2009 com o Atlético), e sem um elenco para duas competições saímos na primeira fase”, finalizou

PRESIDENTE VOLTA
Depois de um afastamento por nove meses do clube para cuidar de problemas com sua saúde, o presidente do São Bento, Fernando Martins Neto, tem data para voltar oficialmente. Será dia 1º de novembro. A informação foi dada nesta quinta-feira ao Futebol Interior pelo vice-presidente e presidente em exercício Márcio Rogério Dias.

Dias comandou o Azulão nos últimos nove meses e conseguiu grandes resultados em parceria com a diretoria (colegiado, como prefere que chamem, os parceiros do comando do São Bento), como o quinto lugar no Paulistão e na volta do clube aos brasileiros, conquistou o acesso para a Série C e foi o terceiro melhor clube na Serie D de 2016.

No entanto, como se aproxima a data da sua saída do comando, Dias deve voltar para o clube como diretor jurídico e para a vice-presidência, disse ao FI que quem deve falar e resolver a situação do treinador é o próprio Fernando Martins.

“Na realidade, o Xixo (diretor) e o Fernando (presidente) , saíram na forma, mas sempre estiveram junto conosco. Vou continuar cuidando dos processos judiciais do clube. Tenho absoluta certeza que o São Bento tem dirigentes competentes e pessoas comprometidas que darão o seu melhor. Mas essas questões quem deverá falar é o presidente”, finalizou Dias.

DUAS BAIXAS
Voltam dois, saem dois. Se Fernando Martins e Agacir Maister (Xixo) voltam, o Azulão deve ter duas baixas em breve. A informação ainda é extraoficial, mas segundo apurou o Futebol Interior, nesta quinta-feira, junto a fontes ligadas ao São Bento, na próxima reunião da diretoria, dois membros do comando do Azulão deverão pedir afastamento temporário.

Os nomes não foram divulgados, mas um deles é um diretor que precisará fazer uma cirurgia bariátrica, e por questões de saúde pedirá um afastamento temporário. Outro diretor muito conceituado e influente deverá pedir afastamento por questões profissionais e familiares. Os casos serão decididos pelo presidente Fernando Martins Costa Neto e analisados pelo Conselho Deliberativo do clube, comandado por Wiliam Alves.