Série D: Paulo Roberto nega saída do São Bento e planeja 2017

Técnico diz foi rejeitou hoje proposta de time da Série B e nega interesse de rival regional

por Rivail Oliveira

Sorocaba, SP, 20 (AFI) - O treinador do São Bento, Paulo Roberto Santos, não tem do que lamentar nesta temporada 2016 no comando do time de Sorocaba. Segundo suas próprias palavras ao Futebol Interior nesta terça-feira, embora chateado por não poder disputar a grande final do Brasileiro da Série D, a temporada foi uma das melhores em sua vitoriosa carreira de mais de 40 anos no futebol.

Além de uma ótima presença no Paulistão, levando o time de Sorocaba à quinta posição com 60% de aproveitamento dos pontos, no certame nacional da Série D, o treinador foi além e conseguiu um histórico acesso para a Série C de 2017, com impressionantes 71,4% de aproveitamento dos pontos. Em todos os três anos que dirigiu o time azul e branco, Paulo Roberto totaliza quase 60% de aproveitamento.

Paulo Roberto fecha Brasileiro com acesso e 71% de aproveitamento no comando do São Bento
Paulo Roberto fecha Brasileiro com acesso e 71% de aproveitamento no comando do São Bento

Com todos esses números positivos, o treinador falou ao Futebol Interior sobre as conquistas. Disse ainda que voltou a receber uma sondagem de um time da Série B do Brasileiro. Porém, Paulo Roberto negou a informação que circula na imprensa regional, da possibilidade de comandar o rival Ituano.

O treinador disse que está apalavrado e conversando com o São Bento, que já projeta a temporada 2017 com o Paulistão e o Brasileiro da Série C no segundo semestre, na qual o clube coloca o treinador como peça muito importante na sequencia desse trabalho.

A ENTREVISTA
Futebol Interior -
Fale da campanha e o acesso no Brasileiro!
Paulo Roberto - Uma temporada digna de comemoração por todos dentro do clube, e a meu ver fomos além das expectativas nas duas competições e na série D muito mais os números falam por si, Acesso e terceira colocação dentre mais de 60 clubes. Foi uma campanha irrepreensível e os números mostram isso. Conquistamos o objetivo principal que era o acesso contra clubes com duas ou três vezes com mais estrutura e condição (inclusive financeira) que nós. Credito essa conquista principalmente ao atletas e ao grupo que mostraram todo seu valor. A uma diretoria que há três anos acreditou nesse grande projeto com planejamento e ao torcedor que sempre nos apoiou. Poderíamos estar na final? Sim! Fizemos uma grande partida contra o CSA, criamos muito e nãofosse esse dilúvio que caiu no segundo tempo, e nos prejudicou, teríamos totais condições de conseguir a classificação ou na pior das hipóteses ir para os penais. Mas valeu e muito a pena essa temporada.

FI - Segundo a imprensa regional você poderia ir para o Ituano. Há alguma possibilidade disso?
Paulo Roberto - Estou sabendo isso através de vocês. A verdade é que não fui procurado por ninguém do Ituano. Esse clube tem treinador, e primo muito pela ética. Estou sabendo desses e outros boatos pela imprensa. Tenho sim, sido procurado por outras equipes, e pretendo definir o meu futuro até o fim do mês. Volto a reafirmar que não fui procurado por ninguém do clube apenas algumas pessoas da imprensa de Sorocaba tem falado isso. Da minha parte não quero e não tenho nada a falar sobre isso. Assunto encerrado.

FI - Você já assinou com o São Bento para 2017? Estão conversando, tendo em vista o Paulistão e Série C de 2017? Está muito longe de acertar? Qual o percentual de acerto?
Paulo Roberto - Estamos apalavrados com o clube (São Bento), e conversando (com a diretoria). Devo tirar alguns dias (de fériea), sim, mas pretendo definir meu futuro até o fim do mês. Estamos conversando com o clube, até porque temos alguma coisa adiantada. Não tem percentual, todos sabemos que o mandato da atual diretoria vai até maio. E agora o clube tem um calendário para dois semestres.

FI - Quando se ganha ou conquista um acess ,tudo são “rosas” e erros não aparecem. mas dá para apontar se houveram falhas, ou pontos a se corrigir no São Bento visando a difícil temporada que vem?
Paulo Roberto - O clube vem investindo muito na estrutura física. Esse é o caminho. Temos conversado muito (com a diretoria), com relação a esses pontos (a serem corrigidos). Principalmente sobre as dificuldades. Erros e acertos vão sempre acontecer, e faz parte, porém só se consegue o êxito se acertando mais Como já falei, eles (diretoria) estão investindo na estrutura física, que é a prioridade de todos.

FI - Como o São Bento deve se preparar para o Paulistao? e para a Serie C, que e outro torneio, outro patamar. E o elenco, você acredita que as bases do Paulistão e Série D devem ser mantidas?
Paulo Roberto - Como vem se preparando nos últimos anos (o clube), onde o planejamento fez a diferença.São duas competições diferentes mas com grandes dificuldades. Fica difícil falar em números do elenco, mas existe uma boa espinha (dorsal do plantel), em condições de fazer parte do grupo do Paulista. Não sei se a base, mas alguns nomes (da Série D devem ser mantidos).

FI - A temporada 2016 foi a melhor da sua carreira de 40 anos? O que você diria agora para a diretoria e em especial para o torcedor do São Bento? Você superou problema de saúde e isso te fortaleceu ainda mais?
Paulo Roberto - Foi uma das melhores temporadas da minha carreira, sim. Queria Parabenizar a todos pela temporada, plantel, diretoria e torcedores. Quanto á saúde, podemos dizer que superamos um susto, mas que a meu ver não teve nenhuma ligação com o resultado do trabalho.

FI - Onde você passará as férias? Você falou em outras propostas. Que propostas são essas?
Paulo Roberto - Devo passar férias e ir a Maceió, Aracajú e visitar parentes em Minas e Rio de Janeiro. Quanto às propostas, hoje (segunda-feira), rejeitei uma proposta de um clube da série B que está numa situação dificil.

PAULO ROBERTO - 3 ANOS DE SÃO BENTO
Confira os números do treinador em 3 anos de São Bento, de 2014 a 2016: 64 jogos, 115 pontos, 31 vitórias, 22 empates e 10 derrotas, 76 gols marcados e 37 gols sofridos e 59,8% de aproveitamento dos pontos.
2014 –
Série A-2 Paulista (acesso): 19 jogos, 37 pontos, 11 vitórias, 4 empates e 4 derrotas, 26 gols marcados e 17 gols sofridos, 3ª posiçao e 64,9% de aproveitamento.
2015 –
Série A-1 Paulista (9º lugar): 15 jogos, 4 vitórias, 9 empates e 2 derrotas, 17 gols marcados e 3 gols sofridos, 21 pontos, 46,7% dos pontos
2016 –
Série A-1 Paulista (5º lugar): 15 jogos, 27 pontos, 7 vitórias, 6 empates e 2 derrotas, 21 gols marcados e 11 gols sofridos, 60% de aproveitamento.
2016 –
Brasileiro Série D:
(semifinalista e 3ª melhor campanha do nacional e acesso para a Série C): 14 jogos, 30 pontos, 71,4% dos pontos de aproveitamento, 9 vitórias, 4 empates e 2 derrotas, 15 gols marcados e 4 gols sofridos.