Após decretar luto, Santos fecha treinos e atrasará volta das férias

Depois de cancelar o treinamento da última terça-feira, o clube optou por fechar as atividades desta semana

por Agência Estado

Santos, SP, 30 - A tragédia que vitimou quase todo o time da Chapecoense e provocou um total de setenta e uma mortes na madrugada da última terça-feira, quando o avião que levava a delegação do time catarinense, além de mais de 20 jornalistas e tripulantes caiu perto do aeroporto de Medellín, acabou alterando a programação do Santos nesta reta final de temporada e também no início de 2017.

Depois de cancelar o treinamento da última terça-feira, o clube optou por fechar as atividades desta semana no CT Rei Pelé e só reabri-las para a imprensa a partir da próxima, quando fará a sua preparação mais intensa para enfrentar o América-MG, no dia 11 de dezembro, na Vila Belmiro, pela rodada final do Brasileirão.

Como essa partida ocorreria no dia 4 de dezembro e foi adiada em uma semana por causa do cancelamento de todos os jogos que estavam previstos para este próximo final de semana, as férias do elenco consequentemente começarão sete dias após o previsto inicialmente, em 12 de dezembro.

Por isso, o clube também informou que a volta das férias do elenco aos treinos foi adiada do dia 4 para o dia 11 de janeiro de 2017. Ainda na luta direta pelo vice-campeonato brasileiro, o que poderá lhe render uma premiação significativa ao término da temporada, o Santos tem este último objetivo como consolo após ficar fora da briga pelo título, assegurado no último domingo pelo Palmeiras.

LUTO DE 7 DIAS

Na última terça-feira, o Santos decretou luto de sete dias pela tragédia sofrida pela Chapecoense na última terça, na Colômbia. "Lamentamos, com profundo pesar, o falecimento de atletas, membros da comissão técnica e dirigentes da Associação Chapecoense de Futebol, bem como jornalistas e passageiros vitimados pelo trágico acidente ocorrido com o avião que rumava à Medellín, na Colômbia, visando a disputa das finais da Copa Sul-Americana de Futebol", ressaltou o clube, em nota oficial.

"Consternados, nos solidarizamos às famílias nesse momento de profunda dor, manifestando nossas sinceras condolências. Por essa razão, o Santos Futebol Clube decreta luto oficial de sete dias", completou a nota.