Paulista Sub-17: Antes do mata-mata, técnico destaca que o Santos não correu riscos

Aarão Alves salienta que a campanha não foi perfeita, mas demonstra confiança para duelo contra o Novorizontino

por Agência Futebol Interior

Santos, SP, 19 (AFI) - Com o empate, por 1 a 1, contra o Juventus no último final de semana, no CT Rei Pelé, o Santos carimbou sua vaga nas quartas de final do Campeonato Paulista Sub-17 – Bruno Soares marcou o gol do Peixe. Após três fases de grupos, o torneio finalmente chega ao seu estágio eliminatório, sendo que Santos e São Paulo são os únicos grandes do estado ainda vivos na disputa. Neste sábado (22), o rival será o Novorizontino.

"Foi um jogo complicado, onde o time adversário tinha que sair para o ataque, porque precisavam da vitória e isso fez com que a gente recuasse um pouco mais no segundo tempo. Mas, graças a Deus conseguimos segurar o resultado e selar a classificação para as quartas de final", disse Matheus Guedes, titular da zaga alvinegra.

CAMPANHA
Desde abril, mês no qual o torneio iniciou-se, o Santos acumula 14 vitórias, 4 empates e 6 derrotas, marcando 73 gols e sofrendo 25. Na primeira fase, ficou à frente de Mauaense, Diadema, Portuguesa Santista, Jabaquara e EC São Bernardo. Já na segunda, as vítimas foram Mirassol e Penapolense. Na terceira e última fase de grupos, Juventus e Rio Branco foram os eliminados.

Aarão Alves destaca que o Santos não correu riscos no Paulista Sub-17 (Foto: Divulgação / Santos)
Aarão Alves destaca que o Santos não correu riscos no Paulista Sub-17 (Foto: Divulgação / Santos)

"Temos consciência de que não foi uma campanha perfeita, mas sempre tivemos controle da situação e não corremos grandes riscos. Temos um time muito qualificado, mas ainda imaturo; o que é normal para a categoria. Pela projeção que fazemos desta garotada aqui no clube, eles irão maturar na hora certa. Mas, agora é mata-mata, não podemos oscilar tanto", advertiu o técnico Aarão Alves.

RESPONSABILIDADE
No próximo final de semana, o Santos mede forças com o Grêmio Novorizontino, clube que foi o líder do grupo 20, ficando à frente de Desportivo Brasil, Lemense e Ituano. Nas fases anteriores, superou Red Bull Brasil, Inter de Limeira, Flamengo de Guarulhos, Mirassol, América de São José do Rio Preto, José Bonifácio, Barretos, Olímpia e Tanabi.

"Sabemos que eles vêm fazendo um belo trabalho nas categorias de base, enfrentamos o Novorizontino no ano passado e retrasado também em fases avançadas do torneio. Mas, mais do que nunca, temos que saber da nossa responsabilidade, principalmente no primeiro jogo em casa" disse Aarão.

RETROSPECTO
Nestes dois últimos anos, o Santos se mantém invicto contra o rival do interior no Paulistão sub-17 – em quatro encontros, três vitórias e um empate. Em 2015, 1 a 1 fora de casa e 4 a 0 em casa. Já em 2014 foram triunfos por 2 a 0 no interior e 4 a 1 na Baixada.

Além do Peixe, o único grande clube ainda vivo é o São Paulo, que encara o Desportivo Brasil. O Corinthians acabou eliminado no grupo de Diadema e Taubaté, enquanto que o Palmeiras caiu ainda na fase anterior, diante do mesmo Diadema e do Juventus.

Pelo jogo de ida das quartas de final, Santos e Grêmio Novorizontino se enfrentam neste sábado (22), às 11h, no CT Rei Pelé.