Corinthians 4 x 0 Goiás - Alguém anotou a placa?

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 30 (AFI) – 45 minutos diante de 50 mil. Foi assim que o Corinthians goleou o Goiás, por 4 a 0, no Estádio do Morumbi, em São Paulo, nesta noite, e se classificou as quartas-de-final da Copa do Brasil. O primeiro jogo tinha sido 3 a 1 para o time goiano.

Com a classificação, o Timão encara o São Caetano, que eliminou nesta noite o Atlético-GO. Diferente das oitavas, o Timão joga a primeira em casa e decide longe de seus domínios.

Maior público!
A Fiel fez sua parte e lotou o Morumbi. O público total foi de 50.940, sendo 50.773 pagantes. Este público é o maior da Copa do Brasil e dos clubes de São Paulo nesta temporada.

Eu já vi este filme antes!
O técnico Caio Júnior gosta de sofrer na mão do Corinthians. Quando estava no Cianorte-PR, em 2005, venceu o Timão por 3 a 0 no primeiro jogo e levou de 5 a 1 no segundo. Desta vez foi igual: 3 a 1 e 4 a 0.

Segura o Todo Poderoso!
50 mil vozes! Não há como ficar indiferente. O Corinthians seguiu no mesmo sentido que a nação das arquibancadas. O Goiás não suportou a pressão. Resultado: um caminhão de gols a favor do alvinegro de Parque São Jorge.

Foi o melhor jogo do Corinthians e antes mesmo dos 45 minutos finais. As primeiras oportunidades tiveram a média de 100%. Logo aos 4 minutos o Coringão abriu o placar. Harlei saiu mal na bola. A redonda ficou paralisada na marca do pênalti até Diogo Rincón enfiar o pé e sair para o abraço.

Aqui tem um bando de louco!
Harlei dá bobeira mais uma vez. Após chute de André Santos, o camisa 1 do Goiás dá rebote e Diogo Rincón enche o pé, mais uma vez, para fazer o segundo do Timão. O segundo seu no jogo.

Eu sou...Corinthians!
Mesmo com 2 a 0 e a classificação na mão o Corinthians queria mais e conseguiu. Aos 22 minutos, André Santos tabelou com Diogo Rincón primeiro e com Herrera depois. Na cara do gol, driblou Harlei e mesmo caído tocou para o fundo das redes.

Todo poderoso Timão!
O Corinthians manteve a bola em seus pés. Falta na esquerda, André Santos meteu na área. Herrera subiu mais que todo mundo e mandou de cabeça aos 30 minutos. Na comemoração beijou o símbolo do Timão e correu para a galera.

O Timão ainda teve uma chance com Dentinho e Chicão, que balançou as redes, mas como estava impedido, teve o gol anulado. Pelo lado do Goiás uma chance com Evandro e uma reclamação de pênalti em cima de Alex Dias.

No intervalo...
“Entramos ligados e fomos atrás do resultado. Tivemos muita disposição e raça. Vamos manter isso no segundo tempo”, disse o melhor em campo, Diogo Rincón.

É assim que se faz!
O segundo tempo começou bem para os corintianos. O técnico Mano Menezes tirou ‘Perdidão’, que estava com cartão amarelo, para a entrada de Nilton. Com 4 a 0 no placar, o Corinthians soube administrar nos minutos iniciais. O Goiás foi para cima, mas não assustou.

Mesmo com este panorama, a melhor chance do jogo veio com André Santos. O craque do Timão bateu do meio da rua e Harlei teve que se esticar todo para defender.

Ficha Técnica

Corinthians 4 x 0 Goiás

Local: Estádio Morumbi, São Paulo (SP)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Público total: 50.940
Público: 50.773 pagnates
Cartões Amarelos: Perdigão, André Santos (Corinthians); Paulo Henrique, Paulo Baier, Vitor, Alex Terra (Goiás)
Cartão Vermelho: Fabinho (Goiás)
Gols: Diogo Rincón, aos 4’/1T e aos 16’/1T, André Santos, aos 22’/1T e Herrera, aos 30’/1T (cabeça) (Corinthians)

Corinthians
Felipe; Carlos Alberto, Chicão, William e André Santos; Perdigão (Nilton), Fabinho, Diogo Rincón (Acosta) e Lulinha (Everton Ribeiro); Dentinho e Herrera.
Técnico: Mano Menezes

Goiás
Harlei; Vítor (Alex), Ernando, Paulo Henrique e Fabinho; Amaral, Ramalho, Evandro e Paulo Baier (Anderson Aquino); Alex Dias (Schwenck) e Alex Terra.
Técnico: Caio Júnior

Mercado da Bola
Contratações
Não houve contratações no período
  • Ricardo Moraes

    Técnico Ferroviária

Rio Preto-SP
Elenco ainda não definido