Especulado na Ponte Preta, Marcelo Cabo diz: "carinho muito grande"

O carioca recebeu uma proposta para renovar com o Atlético-GO e ficou de dar a resposta nesta sexta

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 01 (AFI) - A Ponte Preta deve oficializar a saída de Eduardo Baptista para o Palmeiras na manhã desta sexta-feira, tanto que convocou uma entrevista coletiva com todos os integrantes da diretoria. Um dos nomes especulados para assumir o comando da Macaca é o de Marcelo Cabo, campeão da Série B do Campeonato Brasileiro pelo Atlético-GO e que tem uma ligação com o time campineiro.

Auxiliar-técnico de Jorginho na campanha do vice da Copa Sul-Americana em 2013, Marcelo Cabo pode voltar ao Moisés Lucarelli pouco mais de três anos depois. Em entrevista exclusiva ao Portal Futebol Interior, o treinador carioca disse não ter recebido nenhuma proposta por parte da Ponte Preta, mas se mostrou contente em ter tido seu nome lembrado.

"A gente fica muito contente de ter o nome lembrado por um time da grandeza da Ponte Preta, um clube que passei em 2013 como auxiliar e tenho um grande carinho. Mas não recebi nenhuma proposta", garantiu o treinador.

Marcelo Cabo passou pela Ponte Preta em 2013 como auxiliar técnico na campanha do vice da Sul-Americana
Marcelo Cabo passou pela Ponte Preta em 2013 como auxiliar técnico na campanha do vice da Sul-Americana

Fato é que o futuro de Marcelo Cabo será definido ainda essa semana. Sem contrato com o Atlético-GO, com quem se reuniu na última terça para tratar da renovação, o treinador ficou de dar uma resposta aos dirigentes rubronegros até a noite desta sexta, coincidentemente no mesmo dia em que a Ponte vai anunciar a saída de Baptista.

"Tivemos uma conversa na terça-feira e estamos tratando da renovação. Foi uma reunião muito positiva e fiquei de responder até essa sexta-feira, porque voltei ao Rio de Janeiro para conversar com meus familiares", comentou Cabo.

FICARIA BALANÇADO...

O treinador de 49 anos, porém, ficou em "cima do muro" quando foi questionado pela reportagem se ficaria balançado caso recebesse uma proposta oficial para assumir a Ponte Preta na próxima temporada.

"Eu sou profissional né. Meu contrato com o Atlético-GO chegou ao fim e tinha dado minha palavra que o Atlético seria o primeiro clube que eu iria conversar. E foi isso que aconteceu. Tenho a proposta de renovação e se fosse procurado pela Ponte Preta iria sentar e analisar", finalizou o treinador.

Marcelo Cabo começou a carreira de treinador no Bangu, passando por Tombense, Nacional-MG, Volta Redonda, Macaé, Ceará, Tigres do Brasil, Resende e Atlético-GO, onde realizou seu principal trabalho. Ele também foi auxiliar na seleção da Arábia Saudita, no Figueirense e na Ponte Preta, além de ter sido observador técnico da Seleção Brasileira em 2010.