Ponte Preta só admite vitória sobre o Santa Cruz para atingir meta principal

Após ganhar do Vitória por 2 a 0, na última quinta-feira, em casa, o time paulista atingiu os 42 pontos

por Agência Estado

Campinas, SP, 16 - Atingir os 45 pontos no Campeonato Brasileiro significa chances quase zero de ser rebaixado para a Série B em 2017. Por causa desta possibilidade matemática, a Ponte Preta trabalha com a única alternativa de vencer o Santa Cruz, neste domingo, às 18h30, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP), pela 31.ª rodada. A receita é a mesma utilizada diante do Vitória: determinação e apoio da torcida.

Após ganhar do clube baiano por 2 a 0, na última quinta-feira, em casa, o time paulista atingiu os 42 pontos. Além disso, tirou das costas o peso gerado por uma sequência negativa de quatro jogos sem vitória - um empate diante da Chapecoense, por 2 a 2, e depois três derrotas para Atlético Paranaense (3 a 0), Atlético Mineiro (2 a 1) e Cruzeiro (2 a 0).

Tudo começou após o baque psicológico gerado com a eliminação na Copa do Brasil nas oitavas de finais, após empate por 2 a 2 com o Atlético Mineiro, em Campinas. O time foi eliminado da competição mesmo estando invicto e com a perspectiva de seguir brigando pelo título.

JOGO PERIGOSO
O técnico Eduardo Baptista minimiza esta eliminação como causa da queda do time no returno, onde frequentou boas posições. "Temos um elenco reduzido e quando alguma peça importante sai, por lesão ou suspensão, nós perdemos no conjunto", argumentou. Ele espera outro "jogo perigoso" diante do rival pernambucano, embora esteja na zona do rebaixamento. "Eles têm jogado bem e os resultados não demonstram a realidade dentro de acampo. Vi o jogo diante do Corinthians (4 a 2) e o Santa Cruz não merecia perder por este placar", concluiu.

O técnico Eduardo Baptista minimiza esta eliminação como causa da queda do time no returno, onde frequentou boas posições - Fabio Leoni / PontePress
O técnico Eduardo Baptista minimiza esta eliminação como causa da queda do time no returno, onde frequentou boas posições
Manter a seriedade é a senha para chegar à outra vitória diante da torcida. No último jogo, apesar da chuva, mais de nove mil torcedores foram ao Moisés Lucarelli. A expectativa é maior ainda neste domingo. A diretoria manteve promoção de ingressos e conta com o apoio da torcida para atingir a sua primeira meta na competição: carimbar a sua vaga em 2017.

MESMO TIME
Com relação ao time, deve ter a mesma base do último jogo. A baixa é o experiente zagueiro Fábio Ferreira, suspenso com três cartões amarelos. Em seu lugar pode entrar Douglas Grolli, que já foi titular por muitos jogos, ou Kadu, que ficou muito tempo afastado por uma lesão no joelho direito.

Amparado por uma liminar, o atacante William Pottker estará à disposição no banco de reservas. Ele foi suspenso por quatro jogos devido uma agressão ao jogador Luan, do Atlético Paranaense. Mas terá que cumprir ainda outros três jogos de suspensão caso o clube não derrube a pena através de recursos que será julgado dentro de 20 dias. Artilheiro do time, com 10 gols, ele deve ficar na reserva, mas certamente vai entrar durante o jogo.

Outra opção é o meia Thiago Galhardo, que cumpriu suspensão automática por cartão amarelo recebido na derrota para o Cruzeiro, em Belo Horizonte. Ele também fica na reserva.