Pottker abraça apelido dado pela torcida da Ponte Preta com gol sobre o Grêmio

Atacante comemorou lançando um 'feitiço' sobre os companheiros, atacante tem se destacado na disputa do Brasileiro

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 16 - Quem assistiu a vitória da Ponte Preta sobre o Grêmio na noite de ontem pelo Campeonato Brasileiro, deve ter notado uma comemoração peculiar do atacante William Pottker após o gol que selou a goleada: o jogador simulou estar segurando uma varinha e fez alguns movimentos com ela. Não qualquer varinha, diga-se de passagem. Era uma varinha mágica, afinal, quem estava comemorando o tento era de ninguém menos que “Harry Pottker, o bruxo do Majestoso.”

“A comemoração surgiu em um dia desses, eu estava pensando em fazer algo que combinasse com apelido que a torcida da Ponte colocou em mim. Acho muito legal esse apelido, é diferente e ficou muito legal a sacada do meu sobrenome ser parecido com o bruxo das telinhas”, diz Pottker, referindo-se aos oito filmes de Harry Potter, personagem criado originalmente em livros pela britânica J.K.Rowling.

Pottker entrou na brincadeira da torcida da Ponte Preta (Arte: Bife Godoy)
Pottker entrou na brincadeira da torcida da Ponte Preta (Arte: Bife Godoy)
O apelido dado pela torcida já deu margem a vários memes bem bolados na Internet, como o que ilustra esta matéria, e não só pelo jogador como a própria Ponte já brincou com ele nas redes sociais: no jogo contra o América, no momento do golaço do atleta o twitter oficial colocou “Ponto da Grifinória #Pottker”, em referência a uma das quatro Casas da Escola de Magia de Hogwarts, justamente aquela defendida por Harry Potter. A brincadeira foi retuitada por mais de 500 pessoas.

EXPECTATIVA
Muitos fãs da série – os Pottermaníacos – já estão perguntando qual foi o feitiço jogado pelo atacante na comemoração: seria o “Wingardium Leviosa”, já que a Ponte “levitou” da nona para a sexta posição? Ou um “avada kedavra”, afinal o gol “matou” o jogo? Nada disso. “Foi meio que improviso mesmo, pensei em algo que parecesse que eu estava com uma varinha”, conta.

Mas, sem dúvida, o poder do bruxo do Majestoso foi grande a julgar pela sequência da comemoração, pois apesar de não ser um “animago” (bruxo que consegue transformar a sim mesmo em animal na saga), ele transformou outro colega em animal! “ Acabei transformado Reinaldo em um peixe””, diz Pottker, entre gargalhadas, referindo-se ao fato que o lateral, que estava em sua frente, jogou-se na grama imitando o bicho.

Os Pottermaníacos, porém, talvez se frustrem com uma revelação do atacante: ele ainda não leu nenhum livro nem assistiu a algum filme, apesar de conhecer a história de Harry Potter. “Pra ser bem sincero, nunca vi um filme dele, apesar de querer muito ver a saga depois que me apelidaram desta forma. Mas as crianças realmente adoram o apelido, então já adotei e assim que der vou assistir, podem estar certos”, finaliza.

Tomara que ele arrume um tempinho entre um gol e outro (já foram dez no Brasileiro), pois se mesmo sem ter assistido a nenhum filme o atacante já anda fazendo mágica, imagine então quando “Harry Pottker” conhecer Harry Potter. Não vai sobrar ninguém inteiro na Sonserina...

TEXTO/ FONTE: SITE A.A. PONTE PRETA