Palmeiras 1 x 4 São Caetano - Derrota histórica no Palestra!

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 17 (AFI) – O Palmeiras sofreu a pior derrota na temporada 2010. Na noite desta quarta-feira, o Verdão foi goleado pelo São Caetano, por 4 a 0, em pleno Palestra Itália, pela nona rodada do Campeonato Paulista. O time da capital não perdia em seu estádio desde o dia 18 de outubro, quando levou 2 a 0 do Flamengo pelo Campeonato Brasileiro, com dois gols do sérvio Petkovic.

Com a derrota, o Palmeiras estacionou nos 13 pontos e caiu para a oitava colocação, ficando a quatro do quarto colocado, que no momento é o Botafogo. Por outro lado, o Azulão ultrapassa o Verdão e com 14 pontos ocupa a sétima colocação, dentro da disputa do Título do Interior.

Verdão toma chocolate!
O primeiro tempo no Palestra Itália apresentou o elenco do Palmeiras completamente desligado e o São Caetano nos 220 volts. Enquanto o time da casa estava disperso, o Azulão mostrava que iria dar trabalho e começou a pressão logo aos nove minutos. Após cruzamento da esquerda, a bola sobrou para o zagueiro Anderson Marques, que chutou forte e mandou a bola ao lado da trave esquerda do gol defendido por Marcos.

O Palmeiras teve sua primeira grande oportunidade de gol somente aos 25, quando Márcio Araújo recebeu pelo lado esquerdo passe na esquerda, invadiu a área e chutou para defesa de Luiz. Dois minutos mais tarde começou o show do São Caetano. Wanderley deu ótimo passe e deixou Eduardo de frente para o gol. O atacante apenas tocou por cima de Marcos, que saiu do gol para tentar fechar o ângulo.

O gol do Azulão desestabilizou ainda mais o Palmeiras, que ainda teve que ouvir protestos dos torcedores. Aí, ficou ainda mais fácil para o São Caetano ampliar. Aos 35, Eduardo chutou rasteiro da entrada da área e mandou a bola no canto esquerdo de Marcos, que mesmo pulando não conseguiu chegar a tempo de evitar o segundo gol do time do ABC.

Com dois gols em vantagem, o São Caetano tratou de jogar no contra-ataque, mas mesmo assim continuou criando boas chances. Aos 38, Bruno Recife cruzou do lado esquerdo e Eduardo desviou de cabeça, mandando a bola à direita de Marcos. Quatro minutos mais tarde, Marcelo Batatais fez o terceiro. Após levantamento do lado direito, o zagueiro escorou de cabeça para ampliar.

O Azulão ainda poderia chegar ao quarto gol, mas o árbitro Luiz Flávio de Oliveira ignorou pênalti de Pierre em cima de Bruno Recife. O elenco do Palmeiras deixou o gramado sob vaias e protestos dos torcedores, sendo que nenhum jogador deu explicações sobre o vexame dentro de campo.

Porco no rolete!
O segundo tempo começou com o São Caetano em cima e com o Palmeiras ainda sonolento. Assim, ficou fácil e o time da casa foi literalmente liquidado. Aos cinco minutos, Luciano Mandi recebeu no meio-campo, passou por três defensores e chutou na direita de Marcos, fazendo o gol mais bonito do jogo.

Após quatro gols atrás do placar o Palmeiras resolveu começar a jogar. Aos nove, Diego Souza cobrou falta para dentro da área e Danilo cabeceou forte para grande defesa de Luiz. Aos 14, Diego Souza chutou forte da entrada da área e o goleiro do Azulão defendeu no canto direito.

Com somente Diego Souza jogando com vontade e determinação, o Palmeiras chegou ao gol de honra aos 19. O meia recebeu dentro da área e chutou forte por baixo do goleiro Luiz. Depois disso, o Palmeiras voltou a errar muito e não conseguiu criar chances de gols, ficando complicado diminuir o vexame histórico como mandante.

Próximos Jogos!
Pela décima rodada, o Palmeiras terá pela frente o clássico diante do São Paulo, domingo, às 17 horas, no Palestra Itália. No mesmo dia, o Azulão recebe o Mogi Mirim, às 19h30, no Estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul.

Ficha Técnica

Palmeiras 1 x 4 São Caetano

Local: Estádio Palestra Itália, em São Paulo
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira
Renda: R$ 99.470,00
Público: 3.324 pagantes
Cartões amarelos: Pierre (Palmeiras); Jairo (São Caetano)
Gols: Diego Souza 19'/2T (Palmeiras); Eduardo 27'/1T e aos 35'/1T, Marcelo Batatais 42'/1T e Luciano Mandi 5'/2T (São Caetano)

Palmeiras
Marcos; Figueroa (Deyvid Sacconi), Danilo, Léo e Wendel; Pierre, Edinho, Márcio Araújo e Cleiton Xavier; Diego Souza e Robert (Lenny).
Técnico: Muricy Ramalho.

São Caetano
Luiz; Arthur, Marcelo Batatais, Anderson Marques e Bruno Recife; Jairo (Romário), Moradei, Éverton Ribeiro (Adriano) e Luciano Mandi; Wanderley e Eduardo (Wendel).
Técnico: Antônio Carlos.