Segundona: Futebol Sustentável "rouba a cena" na abertura das semifinais

Com futebol sustentável, o público no jogo entre Taboão da Serra e Portuguesa Santista foi um sucesso

por Agência Futebol Interior

Taboão da Serra, SP, 17 (AFI) - Mesmo com o clássico entre Corinthians e Palmeiras acontecendo a poucos quilômetros dali pelo Campeonato Brasileiro, o projeto Futebol Sustentável roubou a cena mais uma vez em Taboão da Serra, no jogo deste sábado entre Taboão da Serra e Portuguesa Santista, pela partida de ida da semifinal da 2ª Divisão do Campeonato Paulista.

Podendo trocar duas garrafas Pets por um ingresso, 4.300 torcedores compareceram ao estádio na tarde deste sábado. A partida de ida da semifinal da Segundona terminou em vitória da Portuguesa Santista pelo placar de 1 a 0, com gol de Aldir aos 44 minutos do segundo tempo.
Mais de 4.000 pessoas estiveram presentes no estádio José Felez
Mais de 4.000 pessoas estiveram presentes no estádio José Felez

Com a vitória, a Portuguesa Santista conseguiu uma ótima vantagem para o jogo de volta da semifinal da Segundona, em que será decidido o acesso. Como tem melhor campanha que os rivais, a Lusa poderá perder por um gol de diferença no segundo jogo.

APOIO JAMAIS VISTO
O grande idealizador do Projeto Futebol Sustentável é o presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), Reinaldo Carneiro Bastos, que tem dado uma atenção jamais vista aos clubes do interior. O programa é executado pelo empresário Edivaldo Ferraz, da E&L Marketing Esportivo.

“É uma alegria imensa ver os estádios do interior novamente cheios. Ainda mais feliz em saber que muitas pessoas estão sendo beneficiadas com as trocas das garrafas pet. É um projeto social. Uma ideia que uniu o útil ao agradável e hoje é um sucesso.O presidente Reinaldo Carneiro Bastos contribui fortemente com todos os filiados, apoiando de forma inédita os clubes da Segunda Divisão do Campeonato Paulista. Estamos no caminho certo, realizando um trabalho muito sério com o programa Futebol Sustentável”, completou Edivaldo.

A ideia do projeto é simples: duas garrafas pets podem ser trocadas por um ingresso. Todos são beneficiados: o meio ambiente, pois ajuda no combate à dengue, as entidades sociais e as famílias, que têm retornado aos estádios. Desde a sua implantação, o projeto já beneficiou mais de 800 mil torcedores e arrecadou mais de dois milhões de garrafas pet.