Ofensiva, Seleção Futebol Interior da Segundona vai escalada no 4-3-3

Correspondentes e colaboradores do portal mandam indicações e formaram um time de craques na rodada de ida das semifinais

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 19 (AFI) - Com jogos muito equilibrados, começou, neste final de semana, as semifinais do Campeonato Paulista da Segunda Divisão. Quem se deu melhor foi a Portuguesa Santista, que venceu o Taboão da Serra, fora de casa, por 1 a 0, e agora pode perder, no Ulrico Mursa, por um gol de diferença - por ter melhor campanha, joga por dois resultados iguais. Assim, a Briosa colocou o técnico Ricardo Costa na Seleção FI, que vai escalada no 4-3-3.

A Seleção da Rodada teve a participação de correspondentes e colaboradores espalhados pelo Interior como Oscar Silva (Rio Preto), Cícero Mota (Assis), Luis Claudio Mariano, da Rádio Bebedouro AM 690 (Bebedouro), Marcos Ramos (Santa Cruz do Rio Pardo), Evandro Theodoro e Thiago Mestre (Santos), Felipe Oliveira e Alex Henrique (Rádio ESPORTESNET de Taboão da Serra), Will Viana (Mauá) e Tiago Pavini (Jaú).

Briosa buscou excelente resultado em Taboão (Foto: Douglas Teixeira)
Briosa buscou excelente resultado em Taboão (Foto: Douglas Teixeira)
A SELEÇÃO DA PRIMEIRA RODADA DAS SEMIFINAIS
Goleiro: Renan (Desportivo Brasil)
Renan é um dos nomes da Seleção (Foto: Desportivo Brasil)
Renan é um dos nomes da Seleção (Foto: Desportivo Brasil)

No segundo tempo do confronto, o XV de Jaú partiu pra cima do Desportivo, tudo para amenizar o prejuízo. Entretanto, os comandados do técnico Baroninho não contavam com a atuação do goleiro Renan, que impediu o empate quinzeano.

Lateral-direito: Israel (Portuguesa Santista)
Israel tem sido uma das principais válvulas de escape da Portuguesa Santista na competição. Com muita explosão, sempre que sobe ao ataque leva perigo ao adversário. Na defesa também é muito seguro e compõe muito bem a linha de defensores.

Zagueiro: Souza (Taboão da Serra)
O Taboão da Serra pode ter perdido o primeiro embate, entretanto, isso não se deveu a atuação do zagueiro Souza. Sempre muito firme, anulou ao máximo os ataques santistas.

Zagueiro: Gustavo Henrique (XV de Jaú)
Muito atento, Gustavo Henrique anulou as investidas rivais com muita técnica e precisão e não teve culpa alguma nos gols do Desportivo Brasil.

Gustavo Henrique é um dos nomes da Seleção (Foto: Tiago Pavini)
Gustavo Henrique é um dos nomes da Seleção (Foto: Tiago Pavini)

Lateral-esquerdo: Danilo (Desportivo Brasil)
Partida muito segura do lateral Danilo, que não se acanhou com o estádio Zezinho Magalhães lotado e ajudou eu time a conquistar o resultado positivo.

Volante: Carlos Alberto (Portuguesa Santista)
Comandou a transição defesa-ataque da Portuguesa Santista, além de dar o primeiro combate no meio de campo. Assim, foi um dos melhores jogadores do primeiro jogo das semifinais.

Pio é um dos nomes da Seleção (Foto: Desportivo Brasil)
Pio é um dos nomes da Seleção (Foto: Desportivo Brasil)

Meia: Pio (Desportivo Brasil)
O DB conseguiu um excelente resultado e agora pode perder para o XV por um gol. Para chegar aos gols que deram essa importante vantagem, o Desportivo contou com a exuberante atuação de Pio, que rodou a bola de uma maneira impressionante e foi responsável por articular algumas das principais jogadas ofensivas.

Meia: Mascote (Taboão da Serra)
O Taboão não conseguiu o resultado que esperava. Apesar disso, criou oportunidades para chegar ao gol adversário. Boa parte dessas chances surgiram com o meio-campista Mascote.

Atacante: Aldir (Portuguesa Santista)
Mostrou que tem estrela. Entrou ao longo da partida e, já nos minutos finais, aproveitou cruzamento para, de cabeça, fazer o gol que pode dar o acesso à Portuguesa Santista.

Atacante: Édipo (Desportivo Brasil)
Um dos principais jogadores da competição, Édipo aproveitou duas falhas do goleiro jauense para marcar dois gols e deixar o Desportivo Brasil bem próximo da classificação às finais da Segundona.

Ricardo Costa é um dos nomes da Seleção (Foto: Douglas Teixeira)
Ricardo Costa é um dos nomes da Seleção (Foto: Douglas Teixeira)

Atacante: Cabelo (XV de Jaú)
Uma das principais contratações do Galo da Comarca para a competição, já que veio credenciado como campeão do Paulista A2 com o Santo André, Cabelo mais uma vez mostrou suas qualidades: brigou, tabelou e fez gol de centroavante - aproveitou rebote do goleiro para marcar de voleio.

Técnico: Ricardo Costa (Portuguesa Santista)
Responsável por formar o esquadrão mais regular da Segundona, o qual perdeu somente uma vez, Ricardo montou muito bem a Briosa, que venceu fora de casa e agora pode perder por um gol de diferença para o CATS.