​Diretor do Grêmio Maringá deixa o clube por discordar de situação política

André Astorga pediu para sair por entender que a situação política do clube iria atrapalhar na competição

por Agência Futebol Interior

André  Astorga deixou o Grêmio Maringá por discordar da situação política do clube - Divulgação
André Astorga deixou o Grêmio Maringá por discordar da situação política do clube

Maringá, PR, 13 (AFI) - O Diretor de Futebol do Grêmio Maringá deixou o clube na tarde dessa quinta-feira, após se reunir com a atual diretoria do clube e discordar da atual situação política do clube, que ele entende irá influenciar de forma negativa no trabalho durante a competição. Junto com ele deixaram a equipe mais 16 atletas contratados pelo próprio Astorga, mais o técnico Rafael Andrade, o supervisor Marquinhos Paraná, o massagista do Leão Guerreiro e o assessor de marketing, Jhonny Feitosa. Mas o Diretor deve fiar apenas o fim de semana fora do futebol, já que segunda-feira uma nova parceria deverá ser anunciada.

“Conversei bastante com o presidente do clube, o Kadu, e expliquei que será difícil trabalhar com duas pessoas exercendo a posição de presidente. Para mim o Kadu é o presidente, mas o ex-presidente, que na verdade é um investidor que alega ter comprado e não quer sair do cargo, vai atrapalhar bastante e isso vai prejudicar o meu e o trabalho de todos que estão lutado ara reerguer o Galo Guerreiro”, explicou Astorga.

Astorga explicou também que saiu numa boa e deixou as portas abertas com a cidade e com a torcida. Junto com o ex-diretor estão saindo mais 16 jogadores, o técnico Rafael Andrade, o supervisor Marquinhos Paraná, o massagista e o assessor de marketing, Jhonny Feitosa. Todos estão no mesmo projeto que deverá ser anunciado na próxima segunda-feira, quando Astorga falará em qual equipe vai estar disputando o mesmo Campeonato Paranaense da Segunda Divisão.

“Eu saí pela porta da frente. O Kadu entendeu as minhas ponderações e o mesmo aconteceu com os torcedores, que falaram muito bem dos 40 dias que fiquei no comando do futebol do Grêmio Maringá. Eu praticamente já me acertei com outra equipe do futebol paranaense e todos que foram comigo para o Grêmio Maringá, também deverão ir para esta outra equipe, que com certeza anunciarei na segunda-feira”, finalizou André Astorga.