Série B: Roberto Fernandes alerta elenco do Paraná sobre risco de rebaixamento

Faltando sete rodadas para o fim do campeonato, o Tricolor tem seis pontos a mais que o Bragantino, primeiro da degola

por Agência Futebol Interior

Curitiba, PR, 17 (AFI) - A derrota para o Joinville, por 1 a 0, na Arena Joinville, no último sábado, ligou o sinal de alerta na Vila Capanema. A diferença do Paraná para o Bragantino, time que abre a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro da Série B é de apenas seis pontos e faltam ainda mais sete rodadas. Por isso, o técnico Roberto Fernandes chamou a atenção do elenco tricolor.

O comandante revelou estar preocupado que os jogadores relaxem na reta final do campeonato, já que a única briga agora é contra o rebaixamento. Os matemáticos acreditam que quem chegar aos 43 pontos tem 97% de chances de permanecer na Série B.

Roberto Fernandes alertou sobre um possível relaxamento do elenco tricolor na reta final da Série B
Roberto Fernandes alertou sobre um possível relaxamento do elenco tricolor na reta final da Série B
"O elenco tem que ter a consciência do que está brigando na competição. Acesso é utopia e nós ainda não estamos livres do rebaixamento. Abrir muito da zona da degola relaxa, não adianta. O time tem que entrar mais ligado. Essa derrota pelo menos ligou o sinal de alerta", afirmou Roberto Fernandes.

Para se aproximar do principal objetivo, que é escapar do rebaixamento, o Paraná busca a reabilitação no próximo sábado contra o Vasco da Gama, em Cariacica, pela 32ª rodada. De olho em uma maior arrecadação, a diretoria tricolor vendeu o mando de campo, deixando boa parte dos torcedores irritada.

Diante do vice-líder da Série B, Roberto Fernandes vai ter a volta de cinco jogadores que não atuaram contra o Joinville: o goleiro Marcos, os zagueiros Pitty e Leandro Silva, o meia Deigo Tavares e o atacante Fernando Karanga. Por outro lado, o lateral-direito Lucas Taylor cumpre suspensão automática.