'No Palmeiras tenho tudo para ser feliz', diz Michel Bastos em apresentação

O jogador chega após ser muito contestado em sua passagem pelo São Paulo

por Agência Estado

São Paulo, SP - Superar a fase ruim vivida nos últimos meses de São Paulo é o sonho do meia Michel Bastos no Palmeiras. Apresentado nesta quinta-feira no novo clube, o jogador assinou por duas temporadas e disse na entrevista coletiva na Academia de Futebol que quer mostrar capacidade, valor e boas atuações para não encarar o mesmo sofrimento passado no rival, onde chegou a ser agredido pela torcida.

Michel Bastos foi apresentado como jogador do Palmeiras
Michel Bastos foi apresentado como jogador do Palmeiras
O episódio em agosto do ano passado, quando membros de uma organizada invadiram o CT do clube, abreviou a passagem de Michel Bastos pelo time do Morumbi. Depois do incidente, o meia atuou só três vezes, até ser afastado do elenco e listado para transferências. "No Palmeiras tenho tudo o que preciso para ser feliz. Com certeza vou fazer a minha parte para que não passe o que passei no São Paulo", afirmou. "Já estou em casa", completou.

O meia de 33 anos vai usar a camisa 15 na temporada de 2017 e é um dos nove reforços do Palmeiras. A passagem dele pelo São Paulo foi entre agosto de 2014 e dezembro do ano passado, período sem títulos e com um arrependimento. Michel Bastos admitiu que não deveria ter feito um sinal para a torcida se calar após comemorar um gol durante jogo no Morumbi pelo Campeonato Brasileiro de 2015 contra o Sport.

O gesto acabou por tumultuar a relação com os são-paulinos, mas o jogador negou ter enfrentado problemas internos no elenco e garantiu que vai conseguir com o futebol os incidentes sofridos em 2016. "O que passou, passou. Quero ser feliz e mostrar de verdade quem é o Michel Bastos. Tem gente se enganando sobre a minha pessoa. Só vou mudar isso dentro de campo. Sempre fui respeitado, em 15 anos como profissional", explicou.

Os conflitos com a torcida tiveram em 2016 momentos mais complicados. Pelo Campeonato Paulista, em jogo contra o Novorizontino, no estádio do Pacaembu, em São Paulo, a torcida fez um protesto contra ele. Um sósia chegou a simular Michel Bastos tomando cerveja. Dentro de campo, a cada toque na bola o meia escutava um apitaço, porém marcou um gol na vitória por 2 a 0 na ocasião.

Michel Bastos destacou que a qualidade do elenco do Palmeiras o atraiu, principalmente pela ambição demonstrada pela diretoria em investir e montar um time cujo sonho é ganhar a Copa Libertadores. O meia disse gostar de disputar a competição e lembrou que nas duas edições em que jogou pelo São Paulo, teve boas atuações e marcou gols decisivos.

A estrutura reformada e modernizada do novo centro de treinamento palmeirense ganhou elogios dele, que considerou a mudança de clube necessária para um recomeço na carreira. "Era o momento de mudar de ares. Estou com a cabeça boa, a família está feliz. Tive a oportunidade de ir para outros lugares, mas a decisão de vir para o Palmeiras foi bem rápida", comentou.