Plano A do Palmeiras após saída de Cuca, Roger Machado fica perto do Atlético-MG

O ex-comandante do Grêmio desembarcou em Belo Horizonte nesta quarta-feira para se reunir com a diretoria atleticana

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 30 (AFI) - Cuca não vai mesmo permanecer no Palmeiras para a temporada 2017. De acordo com o jornalista Paulo Vinícius Coelho, do canal Fox Sports, o treinador campeão brasileiro já avisou a diretoria que ficará um tempo afastado para ficar com a família. O problema é que Roger Machado, principal nome para assumir o comando alviverde, está próximo de acertar com o Atlético-MG.

Por conta de um problema de saúde que sua mulher teve recentemente, Cuca avisou Maurício Gagliotti - vai assumir a presidência do Palmeiras na segunda semana de dezembro -, que iria ficar pelo menos quatro meses afastado do futebol. A confirmação da sua saída deve acontecer a qualquer momento.

O técnico Roger Machado está muito próximo de fechar com o Atlético-MG para 2017
O técnico Roger Machado está muito próximo de fechar com o Atlético-MG para 2017

"Cuca decidiu que não será mesmo o técnico do Palmeiras na temporada 2017. Ele já teve uma conversa com o presidente eleito Maurício Gagliotti, que já sabe que a decisão do Cuca é irrevogável e que ele vai passar pelo menos os próximos quatro meses cuidando da sua família e da sua mulher. A mulher dele teve um problema de saúde recentemente e o acordo dele é permanecer em Curitiba", disse Paulo Vinícius Coelho.

Sem Cuca, o Palmeiras trabalha com alguns nomes. O principal deles é Roger Machado, que está sem clube desde que pediu demissão do Grêmio no dia 14 de setembro. Eduardo Baptista, da Ponte Preta, também foi lembrado e existe até mesmo a possibilidade da efetivação do auxiliar-técnico Alberto Valentim. Essa última opção, inclusive, seria apoiada por Gagliotti.

CONCORRÊNCIA

O problema do Palmeiras em contar com Roger Machado é a concorrência. O Fluminense havia demonstrado interesse em sua contratação, mas está próximo de anunciar Abel Braga. Agora, quem aparece forte na briga é o Atlético-MG, tanto que o treinador desembarcou em Belo Horizonte na manhã desta quarta-feira para se reunir com dirigentes atleticanos.

Roger Machado, de 41 anos, teve sua primeira experiência como treinador no Juventude em 2014 e depois passou pelo Novo Hamburgo até chegar ao Grêmio durante o Brasileirão de 2015. Ao substituir Felipão, ele conseguiu uma arrancada incrível e levou o time na Libertadores, mas o início dessa temporada não foi marcada por bons resultados e no começo de setembro pediu demissão após a goleada sofrida para a Ponte Preta, por 3 a 0, em Campinas.