Prass comemora título e vitória pessoal por retorno aos gramados em 2016

Aos 42 minutos do segundo tempo, assim que o Flamengo fez o segundo gol no Santos no jogo do Maracanã

por Agência Estado

São Paulo, SP, 28 - Depois de cinco meses fora dos gramados por causa de uma cirurgia no cotovelo direito, o goleiro Fernando Prass voltou neste domingo ao time do Palmeiras. E o retorno não poderia ter sido mais consagrador. Após ter seu nome ovacionado pelos torcedores ainda na escalação da equipe, antes da partida, sua entrada no lugar de Jaílson no final do jogo contra a Chapecoense, no Allianz Parque, se tornou um dos momentos mais emocionantes da conquista do título do Brasileirão.

"Entrar no jogo é como se fosse um troféu. Quem é lá do clube sabe o que passei, o que batalhei para voltar esse ano, nem que fosse para jogar um minuto. Agora é esquecer algumas coisas que aconteceram nesse ano, está superado", disse o goleiro após a vitória por 1 a 0 sobre o time catarinense nesta penúltima rodada da competição nacional.

Aos 42 minutos do segundo tempo, assim que o Flamengo fez o segundo gol no Santos no jogo do Maracanã, o técnico Cuca chamou-o no banco de reservas. O longo abraço em Jaílson, terceira opção que se tornou um pilares da conquista, mostrou o bom relacionamento entre os goleiros.

Para Fernando Prass, a conquista do título brasileiro após 22 anos de jejum é o momento para o torcedor exorcizar suas angústias. "Eu tenho peso de quatro anos que estou aqui. O torcedor carrega o peso há 22 anos. Cada um carrega suas angústias. O torcedor é apaixonado e coloca para fora", ressaltou.

Na próxima partida, diante do Vitória, na última rodada do Campeonato Brasileiro, Prass deve assumir novamente a condição de titular. Mesmo com as grandes atuações e de não ter perdido uma partida sequer na Série A, Jaílson voltará para o banco de reservas. Vagner e Vinícius Silvestre vão continuar o revezamento como terceiros goleiros do elenco alviverde.