Menina barrada em estádio por rosto pintado realiza sonho e tem 'convite' de Dudu

Maria Eduarda ganhou as manchetes na semana passada após ser barrada no estádio por estar com a cara pintada

por Agência Estado

São Paulo, SP, 28 (AFI) - A pequena Maria Eduarda, de 7 anos, ficou famosa na semana passada por ter sido proibida de entrar no Allianz Parque por estar com o rosto pintado. Mas a tarde do último domingo foi bem diferente. A garota, que causou uma comoção nas redes sociais, conseguiu realizar o sonho de subir ao gramado junto com o atacante Dudu antes do jogo contra a Chapecoense, pela última rodada do Campeonato Brasileiro.

A menina contou que o atacante foi quem a convidou para entrar no gramado. "O Dudu virou e falou para mim: 'Duda, quer entrar comigo'? Fiquei feliz", contou Maria Eduarda, que pintou dois corações verde e branco em cada uma das bochechas para entrar no gramado.

Ela virou uma celebridade diante dos torcedores. O pai da menina, Edgar Nepomuceno, contou que ela quase não conseguiu chegar ao estádio. "A torcida abraçou ela e ficou tirando fotos, fazendo música e fez a festa com ela", afirmou, orgulhoso. "Foi o dia mais feliz de nossas vidas", completou.

Com a cara pintada, Maria Eduarda entrou em campo com Dudu. (Foto: Reprodução / Twitter)
Com a cara pintada, Maria Eduarda entrou em campo com Dudu. (Foto: Reprodução / Twitter)
Na partida contra o Botafogo, no domingo retrasado, ela foi proibida de entrar no Allianz Parque por uma policial, sob a alegação de que nenhum torcedor pode ingressar no estádio com o rosto pintado. Assim, o pai da garota lavou o rosto da menina para que ela conseguisse entrar na arena e assistir a vitória alviverde por 1 a 0 sobre o time carioca. Dias depois, a PM soltou um comunicado pedindo desculpas e admitiu que, embora tenha cumprido a lei, faltou bom senso para a corporação por se tratar de uma criança.

Após a polêmica, o pai da menina conseguiu contato com o diretor de futebol do Palmeiras, Alexandre Mattos, e acertou que ela entraria no gramado com os atletas, mas ainda não tinha sido definido quem seria que a levaria de mãos dadas ao campo. Duda, como é conhecida, havia dito que seu jogador preferido era o atacante Dudu, mas que também gostava de Gabriel Jesus.