Destaque, Dudu diz: 'É um dos momentos mais felizes da minha carreira'

Dudu também não se mostrou preocupado com a possibilidade de ser eleito ou não o ganhador do prêmio de melhor jogador do Brasileirão

por Agência Estado

São Paulo, SP, 28 - Capitão, destaque e atacante do Palmeiras, Dudu se consolidou com o Campeonato Brasileiro de 2016 como um dos craques da história do clube. Afinal, após marcar gol e ser decisivo na final da Copa do Brasil do ano passado, ele cresceu em importância na temporada, a ponto de ter a honra de erguer a taça de campeão, gesto aguardado pela torcida há 22 anos.

Questionado pela reportagem do Estado após a vitória por 1 a 0 sobre a Chapecoense, neste domingo, no Allianz Parque, sobre o que significa erguer a taça como capitão em um título que o Palmeiras não conquistava há mais de duas décadas, ele ressaltou:

"Esse é um dos momentos mais felizes da minha carreira. Suamos muito, batalhamos muito e chegou o momento. Estou muito feliz. Vamos curtir. Tiramos um peso de 22 anos das costas. A torcida está de parabéns pelo que fez. Foi uma festa muito bonita e isso motivou os jogadores. Espero continuar muito tempo trazendo alegria para a torcida".

Dudu também não se mostrou preocupado com a possibilidade de ser eleito ou não o ganhador do prêmio de melhor jogador do Brasileirão. "Isso eu deixo para o pessoal decidir, só sei que fiz meu papel muito bem aqui. Se for para ganhar alguma coisa, Deus vai abençoar. Se não for, tudo bem, ganhamos esse título muito importante", enfatizou.

Já ao ser questionado sobre o que achou de jogar mais recuado, mais distante do gol, por opção do técnico Cuca, o jogador destacou que essa foi "uma mudança importante" e que ele "evoluiu bastante", se tornando um jogador taticamente mais versátil. "Não vejo problemas. Consegui mostrar que posso jogar para finalizar e também para armar as jogadas. Posso jogar onde o Cuca me escalar", afirmou.