Perto do título, Cuca diz que Palmeiras aprendeu a 'jogar pelo resultado'

Treinador enfatizou que o atual elenco deve entrar para história do clube, comparando com o selecionável time de 1993 e 1994

por Agência Estado

São Paulo, SP, 21 - Uma das poucas críticas ao desempenho do Palmeiras no Campeonato Brasileiro é o fato de o time não conseguir mostrar um bom futebol nos últimos jogos e o técnico Cuca concorda com a análise, mas entende que isso é algo natural. Para o treinador, a forma pela qual o título está sendo conquistado pelo Palmeiras pode fazer com que este atual elenco fique até mais marcado do que outros que também tiveram grandes feitos na história do clube.

"Até o jogo com o Atlético-MG do primeiro turno o time era um. A gente jogava bonito, solto e colocava os meninos para jogar. Porque era uma etapa do campeonato. Quando tivemos o momento ruim, era um jogo decisivo contra o Vitória e não tinha mais a confiança. A verdade é que aprendemos a jogar pelo resultado, para sermos campeões. Paramos de ser um time de espetáculo para ser um time que quer ser campeão. São dois estilos bonitos, mas os meninos viraram homens na competição e isto é muito bonito de se ver", analisou o comandante palmeirense.

Cuca enalteceu a sabedoria do Palmeiras nas partidas do Brasileiro (Foto: Divulgação / Palmeiras)
Cuca enalteceu a sabedoria do Palmeiras nas partidas do Brasileiro (Foto: Divulgação / Palmeiras)

NA HISTÓRIA
Por causa disso, Cuca acredita que o atual elenco pode ficar marcado na história do clube.

"Este campeonato é mais longo do que a Copa do Brasil, que é um mata-mata. O Palmeiras de 93 e 94 era maravilhoso, com o Vanderlei (Luxemburgo) e com o Otacílio (Gonçalves). Era outro estilo de time, com metade dos jogadores na seleção. Hoje, temos um criado por nós. Este é o grande trabalho que temos feito e é importante destacar que a diretoria acreditou quando pedi Tchê Tchê, Mina e Róger Guedes e conseguimos encorpar um espírito de vitória como estamos tendo", ressaltou.

Focado no título, Cuca prefere se esquivar e evita falar sobre a possibilidade de estar fazendo seus últimos jogos no comando da equipe.

"Vamos guardar toda a nossa energia para o jogo. Vamos folgar na segunda-feira e terça já vamos trabalhar, nos concentrar e pensar só no campeonato, pois temos que ter concentração, já que é difícil ser campeão", desconversou o treinador, que pode voltar a trabalhar no futebol da China em 2017.