Vôlei: Com casa cheia, Vôlei Brasil Kirin vence Juiz de Fora

O líbero Tiago Brendle levou o troféu Viva Vôlei de melhor em quadra

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 07 (AFI) – Novo ano, velhos hábitos. Com Ginásio do Taquaral lotado, o Vôlei Brasil Kirin conseguiu mais uma vitória na Superliga Masculina. Na tarde deste sábado (07), o time campineiro contou com apoio de mais de 2.400 torcedores e derrotou Juiz de Fora, por 3 a 1 (25/22; 25/18; 15/25 e 25/19), em duelo válido pela primeira rodada do segundo turno. O líbero Tiago Brendle levou o troféu Viva Vôlei de melhor em quadra.

Agora com 25 pontos na classificação, o Vôlei Brasil Kirin segue na perseguição ao líderes. O time campineiro volta às quadras contra Caramuru/Castro, no próximo sábado (14), às 20 horas, fora de casa.

Com casa cheia, Vôlei Brasil Kirin bate Juiz de Fora no 1º jogo de 2017 (Foto: Cinara Piccolo/Vôlei Brasil Kirin)
Com casa cheia, Vôlei Brasil Kirin bate Juiz de Fora no 1º jogo de 2017 (Foto: Cinara Piccolo/Vôlei Brasil Kirin)
O JOGO
O Vôlei Brasil Kirin entrou em quadra intenso e atento. Logo no início, Rodriguinho salvou bola com o pé e mostrou o espírito campineiro. Em seguida, Tiago Brendle foi até a torcida recuperar jogada e levantou o Taquaral. Com volume de jogo por conta do bom desempenho da defesa, os comandados do técnico Horacio Dileo abriram vantagem após bloqueio de Rivaldo (13 a 10). Com ataque funcionando, especialmente com as bolas de meio, os donos da casa não tiveram problemas para comandar a parcial e levar o primeiro set: 25 a 22.

Com casa cheia, Vôlei Brasil Kirin bate Juiz de Fora no 1º jogo de 2017 (Foto: Cinara Piccolo/Vôlei Brasil Kirin)
Com casa cheia, Vôlei Brasil Kirin bate Juiz de Fora no 1º jogo de 2017 (Foto: Cinara Piccolo/Vôlei Brasil Kirin)
Com naturalidade, o Vôlei Brasil Kirin manteve a superioridade no segundo set. Ygor Ceará mostrou habilidade para explorar o bloqueio, em contra-ataque, e obrigou o time adversário a pedir tempo (10 a 7).

Novamente, o bom desempenho defensivo fez com que os donos da casa criassem oportunidades para ampliar a frente. Na reta final, Vini emplacou boa sequência no saque, com direito a ace, e os campineiros abriram 2 a 0: 25 a 18.

No terceiro set, o Vôlei Brasil Kirin se desconcentrou no início da parcial e viu o adversário abrir boa vantagem. Mesmo com as entradas de Temponi e Baiano, os mineiros levaram a parcial: 25 a 15.

O Vôlei Brasil Kirin se recuperou no quarto set e voltou mais ligado. Com paciência na virada de bola, os campineiros foram construindo a vantagem aos poucos. Em boa passagem de Vini pelo saque, os donos da casa abriram quatro pontos de diferença e obrigaram o time adversário a pedir tempo (16 a 12). Os visitantes ainda tentaram reagir, mas o paredão campineiro apareceu em momentos decisivos com Vini e Maurício Souza. Em ataque do oposto Rivaldo, os donos da casa fecharam a parcial por 25 a 19 e o jogo por 3 a 1.