Fórmula 1: De volta para casa, Mercedes celebra tricampeonato: 'Fizemos história'

Os pilotos Nico Rosberg e Lewis Hamilton estavam entre os mais orgulhosos do trabalho realizados pela equipe em 2016

por Agência Estado

Campinas, SP, 12 - A Mercedes conquistou no último domingo o tricampeonato do Mundial de Construtores na Fórmula 1, mas as celebrações ainda estão acontecendo. Nesta quarta-feira, a equipe comemorou com os funcionários das sedes de Brackley e Brixworth, na Grã-Bretanha, e os pilotos Nico Rosberg e Lewis Hamilton estavam entre os mais orgulhosos do trabalho.

"Estou aqui desde o primeiro dia deste projeto em 2010 e é realmente fenomenal a jornada que fizemos juntos para nos tornarmos a melhor equipe da Fórmula 1, fazendo história no caminho e reescrevendo os livros de recordes", comentou o alemão Rosberg, líder do Mundial de Pilotos com 313 pontos.

O britânico Hamilton aproveitou para endossar o discurso do companheiro. "Posso representar todos estes funcionários na pista e estou empolgado por estar indo para o quarto ano junto deles. Espero que venham muitos anos mais além. Mas, por ora, é importante que todos nós celebremos esse momento. Juntos, nós fizemos história", disse o atual vice-líder da temporada, com 33 pontos de desvantagem para o primeiro colocado.

A hegemonia da Mercedes nos últimos três anos é mesmo digna de nota. Na atual era das unidades de potência turbo híbridas, iniciada em 2014, a equipe conquistou pole position em 52 de 55 Grandes Prêmios. Somente em 2016, a equipe faturou 15 vitórias, 16 poles e 25 pódios em 17 provas, liderando mais de 80% das voltas.

"Estou incrivelmente orgulhoso de pilotar os carros que todas essas pessoas fizeram. Cada uma das últimas três temporadas que passaram, Nico e eu tivemos sem dúvida não os melhores carros do grid, mas os melhores carros que pilotamos na história. Como pilotos, somos somente um pequeno elo na corrente. Nós devemos muito a estes trabalhadores", acrescentou Hamilton, campeão mundial em 2014 e 2015 com a Mercedes.

Após o bicampeonato do britânico, Rosberg está muito próximo de levar o título deste ano. Com nove triunfos até o momento, ele pode até abrir mão de vencer para ser campeão. Mesmo que Hamilton ganhe as quatro corridas restantes, o alemão pode garantir o troféu com três segundos lugares e um terceiro.

"Eu estou ansioso para as últimas quatro corridas, quero ir até lá e dar tudo de mim. Vai ser uma batalha intensa entre Lewis e eu, e espero que todos em Brackley e Brixworth possam curtir um pouco mais agora na ponta das poltronas", disse.