Tênis: Cilic e Dodig vencem nas duplas e botam Croácia em vantagem na semifinal da Davis

Eles surpreenderam franceses Pierre-Hugues Herbert e Nicolas Mahut e fizeram 3 sets a 1 - parciais de 7/6 (8/6), 5/7, 7/6 (8/6) e 6/3

por Agência Estado

Campinas, SP, 17 - A Croácia saltou à frente na semifinal da Copa Davis neste sábado, ao vencer o confronto de duplas diante da França. Marin Cilic e Ivan Dodig surpreenderam Pierre-Hugues Herbert e Nicolas Mahut e fizeram 3 sets a 1, com parciais de 7/6 (8/6), 5/7, 7/6 (8/6) e 6/3, para delírio da torcida em Zadar.

O resultado deixou a Croácia a uma vitória de se garantir em sua segunda decisão de Copa Davis, a primeira desde 2005. O país fez 2 a 1 sobre a França e confirmará a vaga se vencer uma das duas partidas decisivas do último dia de disputa, neste domingo.

Cilic foi responsável pelos dois pontos da Croácia, uma vez que já havia derrotado Lucas Pouille na sexta-feira. No outro jogo de simples do primeiro dia, Richard Gasquet passou por Borna Coric. Neste domingo, Cilic duelará com Gasquet e Coric pegará Pouille.

Cilic e Dodig vencem e botam Croácia em vantagem na semifinal da Davis
Cilic e Dodig vencem e botam Croácia em vantagem na semifinal da Davis
Para vencer neste sábado, a duplas croata precisou superar uma grande diferença no ranking. Dodig até o oitavo entre os duplistas, mas Cilic é somente o 266.º. Ainda assim, eles derrotaram o número 1 e o número 2 do mundo, Mahut e Herbert, respectivamente.

O confronto, aliás, foi uma batalha de 3h47min de duração. As duas duplas se mostraram em grande dia no serviço, com somente três quebras no total - duas para os croatas e uma para a França. Em meio ao equilíbrio, o apoio da torcida fez a diferença para os donos da casa nos momentos decisivos, principalmente nos tie-breaks do primeiro e terceiro sets.

Dona de nove títulos da Copa Davis, mas o último há 15 anos, a França precisa vencer as duas partidas de domingo se quiser chegar à 18.ª final de sua história. A Croácia, por sua vez, disputou apenas uma decisão até o momento, e a venceu, em 2005.