Tênis de mesa feminino do Brasil perde e disputa bronze no Rio-2016

No duelo de duplas, Bruna Alexandre e Danielle Rauen foram superadas por Natalia Partyka e Karolina Pek pelo placar de 3 sets a 0,

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ - O Brasil disputará a medalha de bronze no tênis de mesa por equipes, na classe feminina 6-10 no sábado, nos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro. O time nacional perdeu a chance de brigar pelo ouro ao ser derrotado nesta quinta-feira pela Polônia por 2 a 0. A equipe brasileira contou com Bruna Alexandre, Danielle Rauen e Jennyfer Parinos.

No duelo de duplas, Bruna Alexandre e Danielle Rauen foram superadas por Natalia Partyka e Karolina Pek pelo placar de 3 sets a 0, com parciais de 11/9, 11/9 e 11/8. Na partida individual, Danielle foi batida por Natalia, medalha de ouro na classe 10, também por 3 a 0, parciais de 11/4, 11/1 e 11/3.

Na disputa por um lugar no pódio, as brasileiras vão enfrentar as australianas no sábado, ao meio-dia. A equipe da Austrália caiu na semifinal diante da China.

O Brasil também não teve sucesso nesta quinta na bocha. Com derrotas em disputas individuais, a equipe nacional se despediu da modalidade nesta Paralimpíada. Evelyn Oliveira, da classe BC3, e José Carlos, da BC1, foram eliminados nas quartas de final. José Carlos foi superado pelo português Antonio Marques pelo placar de 4 a 3, enquanto Evelyn Oliveira perdeu para a sul-coreana Won Ho Jeong por 6 a 0.

Com estes resultados, o Brasil se despede da bocha com duas medalhas, uma de ouro e outra de prata. O primeiro lugar foi obtido na disputa mista na classe BC3, com Antonio Leme, Evani Colaço e Evelyn. E a prata veio na disputa mista na classe BC4, com Dirceu, Eliseu e Marcelo Santos.

QUADRO DE MEDALHAS
A delegação do Brasil sofreu uma queda no quadro de medalhas nesta quinta-feira. O país anfitrião dos Jogos caiu do quinto para o sétimo lugar geral, sendo superado por Austrália e Alemanha. A meta do Comitê Paralímpico Brasileiro é terminar a competição entre os cinco melhores do quadro.

O Brasil perdeu posições porque não conquistou nenhuma medalha de ouro nesta quinta. Com 10 douradas e 53 no total, perdeu espaço para a Austrália, que assumiu o quinto posto, com 14 ouros e 60 pódios no total. E também para a Alemanha, com suas 12 medalhas de ouro e 41 no total, agora na sexta posição.

A China segue disparada na liderança, ficando próximo de dobrar o número de medalhas do segundo colocado, a Grã-Bretanha. A delegação chinesa soma 191 medalhas, sendo 84 de ouro. Os britânicos têm 108 pódios, com 49 ouros. A Ucrânia segue sustentando a terceira posição, com 35 douradas e 92 no total. Os Estados Unidos estão em quarto lugar, com 30 medalhas de ouro e 89 pódios.