RIO 2016: Equipes de tênis de mesa do Brasil ganham dois bronzes

A equipe feminina das classes 6-10 superou a Austrália e o time masculino das classes 1-2 bateu a Eslováquia

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 17 - O Brasil conquistou neste sábado duas medalhas de bronze no tênis de mesa dos Jogos Paralímpicos do Rio. A equipe feminina das classes 6-10 superou a Austrália e o time masculino das classes 1-2 bateu a Eslováquia para garantir o lugar no pódio.

No Pavilhão 3 do Riocentro, a equipe feminina venceu os dois primeiros jogos da série melhor de três e não precisou fazer a última partida. O primeiro duelo, de duplas, foi o mais difícil. Bruna Alexandre e Danielle Rauen (foto) superaram Andrea McDonell e Melissa Tapper por 3 sets a 2, com parciais de 11/13, 11/9, 11/4, 11/13 e 11/2.

Em seguida, Bruna, medalhista de bronze no individual, foi para o duelo individual contra Melissa e venceu com facilidade por 3 sets a 0, com parciais de 11/7, 11/9 e 11/8, garantindo a medalha e eliminando a necessidade do confronto entre Danielle e Andrea. O Brasil ainda contava com a reserva Jennyfer Marques Parinos na equipe.

Já na competição masculina, a equipe formada por Aloisio Lima, o reserva, Guilherme da Costa e Iranildo Espíndola teve de jogar as três partidas para sair do Pavilhão 3 com a medalha de bronze.

A primeira vitória aconteceu nas duplas, quando os brasileiros Guilherme e Iranildo precisaram suar para buscar a virada após perderem o primeiro set para os eslovacos, que ainda conseguiram empatar em 2 a 2. Ao final, 3 sets a 2 para o Brasil, com parciais de 9/11, 11/8, 11/6, 4/11 e 11/5.

No segundo jogo, Guilherme encarou Jan Riapos, dono de quatro medalhas de ouro nos Jogos Paralímpicos, sendo duas individuais. O eslovaco se saiu melhor e empatou a série melhor de três com o resultado de 3 sets a 1, com parciais de 11/3, 11/9, 8/11 e 11/9.

A decisão da medalha aconteceu de maneira emocionante. Iranildo encarou Martin Ludrovsky e saiu com a vitória do primeiro set por 11/6. No entanto, o eslovaco respondeu com um sonoro 11/3 e emendou com mais uma parcial vencida, mas com menos facilidade: 11/9.

Mesmo em desvantagem, Iranildo foi empurrado pelas arquibancadas à vitória. No set que poderia significar a vitória do adversário, o brasileiro fez 11/7 e empatou o jogo. Já a última parcial ficou marcada pela expulsão do técnico adversário e os 11/8 que levaram a torcida à loucura com o bronze para o Brasil.

O tênis de mesa do Brasil fecha a Paralimpíada do Rio com quatro medalhas. Além das conquistas por equipes deste sábado e do bronze de Bruna Alexandre no individual na classe 10, Israel Stroh já havia garantido a prata na classe 7.