Depois do sufoco na Série B, Audax anuncia fim da parceria e Oeste vai jogar em Barueri

Com emoção até a última rodada, o Oeste se livrou da queda para a Série C ao vencer de forma brilhante o Náutico

por Agência Futebol Interior

Osasco, SP, 28 (AFI) - A parceria entre Osasco Audax e Oeste, firmada para disputar a Série B do Campeonato Brasileiro de 2016, chegou ao fim após a permanência da equipe de Itápolis na divisão. Agora, Audax e Oeste se preparam separadamente para seus respectivos desafios no Campeonato Paulista da Série A1 e A2, respectivamente. Como era esperado, Fernando Diniz também volta a Osasco. Sem ter um estádio em boas condições, o oeste vai mandar seus jogos na Arena Barueri.

Com emoção até a última rodada, o Oeste se livrou da queda para a Série C ao vencer de forma brilhante o Náutico na Arena de Pernambuco, pelo placar de 2 a 0, com gols de Pedro Carmona e Mike. Assim, a equipe comandada por Fernando Diniz cumpriu seu objetivo na Série B, garantindo o Rubrão pela quinta vez consecutiva na Série B.
Audax cumpre objetivo na Série B e anuncia fim da parceria com Oeste
Audax cumpre objetivo na Série B e anuncia fim da parceria com Oeste

A campanha do Oeste contou com alguns altos e baixos e o time encerrou a competição na 16ª posição, com 41 pontos somados, sendo oito vitórias, 17 empates e 13 derrotas. O time anotou 36 gols e o artilheiro foi o atacante Marcus Vinicius com 7 tentos.

O RETORNO
Nos próximos dias as equipes iniciarão seus trabalhos separadamente para a disputa do estadual. O técnico Fernando Diniz seguirá sua caminhada no Audax e o treinador do time de Itápolis será o já anunciado Vilson Tadei.

A direção do Oeste alega que o Estádio dos Amaros, o municipal de Itápolis, não oferece as condições mínimas exigidas pela Federação Paulista de Futebol (FPF). Há muito tempo os adversários do Oeste reclamam das péssimas condições dos Amaros, que não dispõe de infra-estrutura como vestiários adequados para os times e trio de arbitragem, bem como condições de atender os torcedores.

A maior parte das arquibancadas é tubular e de madeira. Por isso, houve o acordo com a prefeitura municipal de Barueri para utilização da Arena Barueri.