Copa Paulista: Alex Alves quer Nacional 'comendo pelas beiradas' para surpreender

O comandante não exime a responsabilidade do clube apesar de ser considerada a zebra do Grupo 7

por Federação Paulista (FPF) - São Paulo

São Paulo, SP, 22 (AFI) - Após uma primeira fase de oscilações, o Nacional arrancou e conquistou a classificação como quarto colocado do Grupo 4 com 13 pontos. Sem atuar no último final de semana, o técnico Alex Alves acredita que o tempo para trabalhar poderá ser benéfico para o ‘mineiro’ clube da capital iniciar com o pé direito a segunda fase da Copa Paulista.

“Tivemos praticamente duas semanas para treinar. Trabalhamos para evitar os gols que estávamos tomando, principalmente em erros individuais e corrigir a finalização para fazermos o gol. Fazíamos grandes jogos, mas não estávamos vencendo por detalhes. Demos ênfase nesses detalhes, pois nessa fase não podemos mais errar”, comentou Alex Dias.

O treinador do Nacional fez uma análise dos adversários do Grupo 7. “Tem times mais tarimbados. O Red Bull é o principal time e tanto Votuporanguense como Comercial serão confrontos difíceis. Teremos que ser ‘mineirinhos’ e ir comendo pelas beiradas para tentar surpreender. São times que já têm uma base mantida, mas não é nada impossível, pois o futebol se decide dentro das quatro linhas”, explicou.

Alex Alves acredita na força do Nacional para surpreender (Foto: Ruben Fontes Neto/FPF)
Alex Alves acredita na força do Nacional para surpreender (Foto: Ruben Fontes Neto/FPF)
Alex Alves ainda projetou a estreia na segunda fase diante do Red Bull. “Em termos de estutura, há uma diferença. Eles também mantém um trabalho a longo prazo, que tem uma espinha dorsal formada, diferente de nós. Mas todas as diferenças acabam dentro das quatro linhas, as coisas se igualam e o time que tiver mais controle e ser agudo para fazer as jogadas, sairá com o resultado”, projetou.

Apesar de ser considerada a zebra do grupo, o treinador não tirou a responsabilidade de seus comandados. “Sou o primeiro a jogar o ‘peso’ sob eles. Temos a consciência que não somos o favorito, mas a estatística cai no momento em que colocamos em prática. Temos que ter os pés no chão, e pelas dificuldades enfrentadas, tenho muito orgulho do nosso grupo. Esses jogos serão os das nossas vidas, pois para se alcançar o êxito no futebol é preciso vencer”, ressaltou.

O Nacional estreia na segunda fase diante do Red Bull neste sábado (24), às 15h, no estádio Nicolau Alayon. Votuporanguense e Comercial são as outras equipes que compõe o Grupo 7.