Procurado pela Justiça, corintiano detido em Oruro é preso em São Paulo

Leandro Silva de Oliveira, de 25 anos, foi abordado na avenida Avelina, na Vila Prudente, zona Leste da capital

por Agência Estado

São Paulo, SP, 05 - A Policia Militar de São Paulo prendeu na noite da última quarta-feira o corintiano Leandro Silva de Oliveira, de 25 anos, na região da Vila Alpina, na zona Leste da capital. Ele era considerado foragido da Justiça pelo suposto envolvimento em uma briga com torcedores do Palmeiras no dia 3 de abril do ano passado.

O membro da torcida organizada Gaviões da Fiel, do Corinthians, foi um dos 12 presos em Oruro acusados de disparar o sinalizador que matou o garoto Kevin Espada em partida contra o San José, em fevereiro de 2013.

Leandro Silva de Oliveira foi abordado na avenida Avelina, na Vila Prudente, zona Leste de São Paulo, e depois encaminhado para 56º Distrito Policial, da Vila Alpina.

Leandro Silva de Oliveira (sem camisa), flagrado em outra confusão (Foto: Reprodução)
Leandro Silva de Oliveira (sem camisa), flagrado em outra confusão (Foto: Reprodução)
ACUSAÇÃO
Conhecido como Soldado, o torcedor é acusado de ter participado de uma emboscada contra palmeirenses no ano passado. Ele estava na avenida Doutor Arnaldo, próxima ao estádio do Pacaembu, em um caminhão utilizado pela Gaviões da Fiel para transportar bandeiras.

Os corintianos atacaram um carro que estava parado no semáforo na esquina da rua Cardeal Arcoverde. Nele, estavam três palmeirenses, que foram agredidos com socos e barras de ferro.

Leandro Silva de Oliveira também esteve envolvido em outro caso de confronto com torcedores rivais. Em partida contra o Vasco, em julho de 2013, vídeos de emissoras de tevê e fotos feitas pelo Estadão.com mostraram Oliveira enfrentando policiais militares, sendo atingido por spray de pimenta e, na sequência, trocando socos e pontapés com vascaínos e policiais no Mané Garrincha, em Brasília.