LIGA DOS CAMPEÕES: Messi marca três, Neymar faz outro e Barça goleia City

O time espanhol não tomou conhecimento do adversário no reencontro com Guardiola

por Agência Estado

São Paulo, SP - Responsável por algumas das maiores glórias do Barcelona, Pep Guardiola voltou mais uma vez ao Camp Nou como visitante nesta quarta-feira. E o time catalão novamente não foi nada gentil com seu ídolo. Sem piedade, aproveitou a expulsão de Claudio Bravo no início do segundo tempo e os erros defensivos do adversário para golear com tranquilidade por 4 a 0, pelo Grupo C da Liga dos Campeões.

Mais uma vez, o homem da partida foi Lionel Messi. No ano passado, na primeira ida de Guardiola ao Camp Nou como visitante após a saída do Barcelona, o argentino marcou duas vezes na vitória por 3 a 0 sobre o Bayern de Munique, pela semifinal da Liga dos Campeões. Desta vez, foi ainda melhor e marcou três. Neymar completou o placar nos últimos minutos.

Se Guardiola começa a se tornar "freguês" do Barcelona, o City já é há algum tempo. Esta foi a quinta vez que eles se encontraram, todas na Liga dos Campeões e de 2014 para cá, com cinco vitórias do time catalão. Coincidência ou não, o nervosismo inglês parece aflorar nestes confrontos. Ao receber o cartão vermelho nesta quarta, Bravo cravou o quarto duelo com o rival espanhol em que o City terminou com um a menos por conta de expulsões.

De toda forma, a vitória fez o Barcelona disparar na liderança do grupo, com 100% de aproveitamento e nove pontos ganhos. O City é o segundo, com quatro. O Borussia Mönchengladbach, que venceu o Celtic por 2 a 0 na Escócia, tem três, deixando o adversário com somente um. No dia 1.º de novembro, será a vez do City receber o Barça, enquanto o Celtic viaja para encarar o Mönchengladbach.

Messi desfilou no jogo contra o City nesta quarta-feira
Messi desfilou no jogo contra o City nesta quarta-feira

SHOW DO ARGENTINO!
O City entrou tentando minar a posse de bola do Barcelona com uma marcação alta, que incomodava. As chances eram raras, mas bastou um erro na defesa inglesa para os donos da casa abrirem o placar. Aos 16 minutos, Messi recuperou a posse na intermediária e tocou para Iniesta, que rolou de volta para o meio. A bola era de Fernandinho, que escorregou e deixou a defesa do City sem reação. Mas não Messi. O argentino, sempre atento, ficou com a sobra sozinho, de frente para Bravo, e ainda mostrou calma para driblá-lo antes de tocar para a rede.

O gol pouco mudou o panorama da partida, que seguia equilibrada e sem grandes oportunidades. O Barcelona, então, usou a bola parada para assustar, aos 31, com Rakitic de cabeça. A resposta do City veio na sequência, com Nolito, que exigiu boa defesa de Ter Stegen.

Foi o suficiente para o City acordar e o goleiro alemão começar a aparecer. Aos 37, Gündogan fez grande jogada na entrada da área, passou como quis por Piqué e bateu cruzado. Ter Stegen fez grande defesa. Aos 45, Stones cabeceou rente à trave. A resposta veio no lance seguinte, quando Bravo fez bela defesa em finalização de Suárez.

Mas rapidamente o goleiro chileno se transformaria em vilão. Logo no início do segundo tempo, ele errou ao tentar sair jogando e entregou a bola no pé de Suárez, que finalizou por cobertura. Restou a Bravo, então, colocar a bola na mão fora da área e ser expulso.

A partir daí, ficou praticamente impossível segurar o Barcelona. Os espaços eram o que o time da casa precisava para ampliar, e não demorou para isto acontecer. Aos 15 minutos, De Bruyne errou na saída de bola. A sobra ficou com Iniesta, que tocou de primeira para Messi. O argentino avançou pela direita, cortou e bateu da entrada da área sem chances para Caballero.

Aos 23, foi a vez de Gündogan errar na saída de bola, entregando para Suárez dentro da própria área. O uruguaio viu Messi sozinho entrando na área e rolou para o argentino marcar o terceiro.

A vitória estava garantida e o Barcelona diminuiu o ritmo. Aos 27 minutos, Mathieu foi expulso por falta em Sterling, mas nem isso fez o City reagir. Pelo contrário, o time catalão voltou a atacar e viu Neymar perder pênalti aos 42, após falta de Kolarov em Messi dentro da área. Mas dois minutos depois, o brasileiro mostrou todo seu talento dentro da área, deixou Stones no chão e marcou o seu para selar a goleada.

Confira os resultados da 3ª rodada
CSKA Moscou
1
x
1
Monaco
Bayer Leverkusen
0
x
0
Tottenham
Sporting
1
x
2
Borussia Dortmund
Real Madrid
5
x
1
Legia
Leicester City
1
x
0
Copenhague
Club Brugge
1
x
2
Porto
Dínamo Zagreb
0
x
1
Sevilla-ESP
Lyon
0
x
1
Juventus
Rostov
0
x
1
Atlético de Madrid
Bayern de Munique
4
x
1
PSV Eindhoven
PSG
3
x
0
Basel
Arsenal
6
x
0
Ludogorets Razgrad
Dínamo de Kiev
0
x
2
Benfica
Napoli-ITA
2
x
3
Besiktas
Celtic
0
x
2
Borussia Mönchengladbach
Barcelona
4
x
0
Manchester City
Próxima RodadaVeja a Classificação!