Série C: Juventude é recebido com festa nas ruas de Caxias do Sul; confira as fotos!

Estima-se que dois mil jaconeros aguardavam no local do desembarque, enquanto outros dois mil esperavam a delegação no Alfredo Jaconi

por Agência Futebol Interior

Caxias do Sul, RS, 11 (AFI) - Após conquistar o acesso com um empate sofrido por 1 a 1 com o Fortaleza, diante de quase 64 mil torcedores tricolores no Castelão, a delegação do Juventude reencontrou a sua torcida em grande estilo em Caxias do Sul. O time foi recebido com festa no aeroporto e a comemoração se estendeu pelas ruas da cidade.

Com camisas comemorativas com os dizeres “O Papo voltou” e “Obrigado por acreditarem na nossa força”, atletas, comissão técnica e dirigentes foram recebidos por centenas de torcedores. Estima-se que dois mil Jaconeros aguardavam no local do desembarque, enquanto outros dois mil esperavam a delegação no estádio Alfredo Jaconi. No total, o público que participou do evento superou a marca dos quatro mil torcedores.

Sobre um caminhão do corpo de bombeiros, o grupo vencedor desfilou por ruas importantes da cidade como São Leopoldo, Marechal Floriano, Sinimbu e Marquês do Herval. Da Flores da Cunha, foi possível avistar uma multidão em frente ao portão principal do Jaconi. Imagem que trouxe emoção em peso aos heróis esmeraldinos.

“É uma sensação indescritível. Lutamos muito para conquistar isso tudo que está acontecendo. Este grupo é merecedor e essa torcida também, pois sofreu e vibrou com a gente durante toda a temporada em busca do mesmo objetivo”, destacou o lateral Pará.

Delegação do Juventude foi recebida com muita festa em Caxias do Sul. (Foto: Athur Dallegrave / EC Juventude)
Delegação do Juventude foi recebida com muita festa em Caxias do Sul. (Foto: Athur Dallegrave / EC Juventude)
PARTIU PRO ABRAÇO
A chegada à casa alviverde foi emblemática. Ao descer do caminhão, os atletas praticamente sumiram na massa Jaconera. Elias, que ocupou a frente do veículo durante todo o trajeto, foi um dos mais festejados. Tamanho carinho rendeu uma emoção incontida, que rendeu lágrimas a ele e aos torcedores.

“Isso aqui não tem preço. É emoção pura, é carinho, é gratidão, é a satisfação de termos dado essa alegria a esta torcida maravilhosa. Sou criado dentro desse clube e sei da grandeza do Juventude e do peso dessa camisa”, destacou.

Com show ao vivo, fogos e a presença de food trucks, os torcedores que já aguardavam no Jaconi foram reforçados por aqueles que acompanharam a carreata. Com o estacionamento completamente lotado, o local transbordou de energia, especialmente quando Antônio Carlos Zago pegou o microfone e agradeceu à Papada. “

Queremos agradecer muito o carinho de todos vocês. Mas é preciso que toda essa energia seja distribuída a esses jogadores. Este é um grupo sensacional, que comprou a ideia desde o começo, buscou a causa, brigou e conquistou aquilo que sempre desejamos, desde quando chegamos aqui. Eu realmente me sinto um privilegiado por estar aqui, neste momento, em um clube que tenho tanto carinho”, destacou o comandante.

Atletas como Pará e Sananduva também mandaram suas mensagens para a Papada. Quando Roberson falou com os presentes, o grito foi um só: “fica Roberson”.