Copa SP: Técnico discute com dirigente André Ribeiro e deixa o Guarani

Este é o segundo ídolo que deixa o estádio Brinco de Ouro em apenas uma semana

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 06 (AFI) – Renato Morungaba, mais conhecido como Renato Pé Murcho, não é mais treinador das categorias de base do Guarani. Ele deixou o clube nesta sexta-feira de cabeça quente, após uma discussão acalorada com o diretor de categorias de base André Ribeiro. Ângelo, do Sub-17, deve comandar o elenco na terceira rodada da primeira fase na Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Renato Pé Murcho discute com dirigentes e deixa o Guarani ainda na primeira fase
Renato Pé Murcho discute com dirigentes e deixa o Guarani ainda na primeira fase
Após o empate por 0 a 0 com o Santa Cruz-PE na última quinta-feira um boato circulou por Campinas, dizendo que Renato teria discutido com torcedores em Itu, sede do Grupo 16, mas na realidade era André. Antes o elenco já tinha perdido na estreia da competição paulista, quando caiu para o Ituano por 2 a 0. Ainda há uma chance de classificação, mas o Guarani tem que vencer o XV de Piracicaba e ainda tirar quatro gols de saldo dos pernambucanos.

De acordo com a informações exclusivas do Portal Futebol Interior, André Ribeiro chamou Renato após o jogo para contrariar algumas substituições e mudanças táticas, o que acabou gerando a discussão, que terminou com o diretor afirmando que iria mandá-lo embora. Dito e feito, poucas horas depois confirmou a saída do treinador. Esta, porém, não é a primeira vez que discutem. Só este ano foram, pelo menos, duas vezes.

Este é o segundo ídolo que deixa o estádio Brinco de Ouro em apenas uma semana. Isso porque Gléguer, até então preparador de goleiros, também foi embora após um acordo amigável. Renato foi revelado na base do Guarani no início dos anos 70, onde despontou como atacante. Passou também por São Paulo, Botafogo, Atlético-MG, Ponte Preta e Taubaté.