Ex-técnico da Seleção Brasileira pode assumir o Guarani em 2017

Se aceitar a proposta do presidente Horley Senna, o treinador chegaria ao Brinco de Ouro da Princesa pela quinta vez

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 22 (AFI) – O Guarani já começa a pensar no novo treinador para a temporada de 2017. Garantido na Série B do Campeonato Brasileiro, o clube perdeu o técnico Marcelo Chamusca nesta segunda-feira, depois de dispensar todo o elenco que conquistou o acesso na Série C. Para montar um novo planejamento, o técnico pode ser Oswaldo Alvaraz, o Vadão, que recentemente deixou a Seleção Brasileira Feminina.

Ele já tem uma passagem positiva pelo clube campineiro, quando chegou a final do Campeonato Paulista em 2012, além da identificação com a torcida. Se aceitar a proposta do presidente Horley Senna, o treinador chegaria ao Brinco de Ouro da Princesa pela quinta vez na carreira, que já dura 24 anos – ele também já trabalhou três vezes na Ponte Preta.

Vadão, ex-Seleção Brasileira, pode ser o novo técnico do Guarani
Vadão, ex-Seleção Brasileira, pode ser o novo técnico do Guarani

Nascido em Monte Azul Paulista, no interior de São Paulo, Vadão começou a carreira no Mogi Mirim em 1992, onde ficou até 1995, quando assinou com o Guarani. Nos grandes clubes do Brasil, também trabalhou no Atlético-PR, Corinthians, São Paulo, Bahia, Vitória, Goiás, São Caetano, Portuguesa, Sport e Criciúma. Estava na Seleção Brasileira desde 2014.

Na galeria de campeões o treinador tem cinco títulos, sendo o principal deles a conquista da Série C do Campeonato Brasileiro em 1995 com o XV de Piracicaba. Em 2000 também levantou o Campeonato Paranaense com o Atlético-PR. Um ano depois levou o Rio-São Paulo com o tricolor paulsita. Fora do Brasil, ganhou a Supercopa do Japão com o Tokyo Verdy em 2005, além de um Campeonato Catarinense com o Criciúma em 2013.