Sem acordo, executivo de futebol deixa o Guarani e acerta com time da Série B

Rodrigo Pastana era uma das prioridades da diretoria, mas optou pela saída e deve iniciar novo trabalho no Paraná

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 23 (AFI) - Os planos traçados pela diretoria do Guarani para a próxima temporada terão que ser revistos. Após a confirmação da saída de Marcelo Chamusca, foi a vez do executivo de futebol Rodrigo Pastana deixar o clube. Nos próximos dias, ele será anunciado pelo Paraná Clube.

A manutenção de Pastana era uma das prioridades do Bugre, já que ele foi um dos principais responsáveis pela montagem do elenco que conquistou o acesso à Série B e terminou a temporada como vice-campeão da Série C. A diretoria não conseguiu entrar em acordo com o cartola, que pedia valorização e autonomia para investir em contratações.

Rodrigo Pastana não trabalha mais no Guarani. (Foto: Divulgação / Guarani FC)
Rodrigo Pastana não trabalha mais no Guarani. (Foto: Divulgação / Guarani FC)

Além de Pastana, o coordenador Marcus Vinícius, que também era visto como peça importante pelo clube, também está de saída. Segundo o Guarani, a não continuidade do trabalho não está relacionado ao recente impasse com a Magnum, que afirmou que limitaria o investimento de 2017 aos R$ 350 mil combinados no contrato de alienação do Brinco de Ouro.

No quadro administrativo, a diretoria bugrina conseguiu manter apenas Anaílson Neves, que segue com o cargo de coordenador. Mesmo sem contar com os profissionais, o presidente Horley Senna garante que já está trabalhando na montagem do elenco e promete anunciar renovações e talvez reforços ainda nesta semana.