Renato Gaúcho chega otimista ao Grêmio e garante: 'Quarta, o time voltará a jogar bem'

Treinador pregou calma e informou que não promoverá mudanças drásticas para aproveitar o entrosamento do time

por Agência Estado

Porto Alegre, RS, 19 - Um dos grandes ídolos da história do Grêmio como jogador, Renato Gaúcho iniciou nesta segunda-feira sua terceira passagem pelo clube como técnico. Contratado para substituir Roger Machado após uma série de maus resultados no Campeonato Brasileiro, o ex-atacante mostrou bastante otimismo e prometeu melhora imediata, já para o confronto das oitavas de final da Copa do Brasil diante do Atlético-PR, nesta quarta-feira, em Porto Alegre.

"O Grêmio tem coisas boas também, não está tudo errado. Não dá para mudar três, quatro, cinco peças, precisamos aproveitar o entrosamento. Vamos com calma. Mas quarta-feira, o time do Grêmio vai voltar a jogar bem, pode ter certeza disso. Precisamos voltar a achar o caminho das vitórias", declarou em sua apresentação. "O Grêmio vinha jogando bem, então tem todas as condições de voltar a fazê-lo."

Renato Gaúcho foi apresentado nesta segunda como novo técnico do Grêmio
Renato Gaúcho foi apresentado nesta segunda como novo técnico do Grêmio
AJUDA DO ROGER?
Roger pediu demissão na última quarta, após a sexta partida consecutiva sem vitória do Grêmio. A sequência chegou a sete no domingo, com a queda em casa diante do Fluminense. E apesar do desempenho ruim recente, Renato já avisou que ligará para seu antecessor, a quem treinou quando comandou o Fluminense, para conseguir informações sobre o time gaúcho.

"Vou ligar para o Roger. A gente se fala, todos os técnicos, não é só com o Roger. E tenha certeza de que ele vai me ajudar. A gente sempre fala a verdade entre os treinadores. Então, tudo que estava acontecendo, eu vou ficar sabendo", avisou.

CIENTE DO DESAFIO
A péssima sequência recente fez o Grêmio sair da briga pelo G4 e cair para a segunda metade da tabela, somente na 11.ª colocação do Brasileirão, com 37 pontos. Mas Renato não quer saber de desistir da competição, e para recolocar o time gaúcho no caminho das vitórias, pediu ajuda ao torcedor.

"Estou chegando hoje, mas tenho acompanhado bastante o Grêmio. A queda de rendimento é normal, não tem nenhum clube no mundo que não tenha passado por isso. Infelizmente, apareceu em um momento ruim. Mas ainda resta uma boa parte do ano e o Grêmio tem condições de se reerguer. A coisa está ruim, mas não está péssima, como muita gente tem falado. Temos que falar menos e trabalhar bastante. Desde já, peço que o torcedor abrace mais o grupo, incentive, apoie os jogadores", comentou.

APOIO DAS ARQUIBANCADAS
O incentivo da torcida, segundo Renato, será essencial para um grupo que precisa de confiança. "Em toda profissão que você vai para o trabalho e não tem confiança no seu chefe, você não consegue desenvolver o que sabe. No futebol, é fundamental. Fui jogador e sei que se o treinador dá confiança, você rende muito mais. Se não te dá tanta confiança, não vai render o que sabe. É hora de dar carinho para esse grupo."