Paulista A3: Ídolo do Flamengo, Andrezão retorna para ser gerente de futebol

O campineiro estava no Rio Branco, onde comandou o Tigre de Americana nas últimas rodadas do Paulista A2

por Agência Futebol Interior

Guarulhos, SP, 11 (AFI) - Na tarde desta terça-feira, o Flamengo confirmou o retorno de seu maior ídolo para o Paulista A3. André Ricardo Pereira, o popular Andrezão, de 39 anos, está de volta ao Rubro-Negro. O ex-zagueiro, responsável por marcar o gol mais importante da história do clube, garantindo o título da Série A3 de 2008 para a formação do Jardim Tranquilidade, assumirá o cargo de gerente de futebol, com a responsabilidade de ser o elo entre os atletas e a diretoria. O campineiro estava no Rio Branco, onde comandou o Tigre de Americana nas últimas rodadas da segunda divisão estadual.

Emocionado por voltar a defender as oito listras guarulhenses, Andrezão, que decretou a aposentadoria dos gramados em 2011, também pelo Rio Branco, enalteceu a oportunidade de reencontrar os amigos rubro-negros e mostrou-se motivado para auxiliar a montar e gerir o elenco que representará o município na próxima edição da Série A3.

Paulista A3: Ídolo do Flamengo, Andrezão retorna para ser gerente de futebol (Foto: Marcos Vieira Ribeiro/AA Flamengo)
Paulista A3: Ídolo do Flamengo, Andrezão retorna para ser gerente de futebol (Foto: Marcos Vieira Ribeiro/AA Flamengo)
“A sensação é maravilhosa. É uma emoção única voltar para a minha casa, onde sou grato por tudo. Afinal, muitos atletas, simplesmente, passam pelos clubes, mas poucos fazem história. Tudo o que construí aqui foi com o máximo de dedicação e respeito à instituição. Amo o Flamengo de coração. É a minha segunda pele”, introduziu o ex-zagueiro, antes de comentar o status de maior ídolo da história rubro-negra.

“Ser ídolo é a maior bonificação que um atleta pode receber durante a carreira. Tive a honra de coroar a minha grande passagem aqui com o título mais importante da história flamenguista. E, como dirigente, os torcedores podem esperar a mesma vontade de vencer. Lutaremos para construir e comandar um plantel de guerreiros, com um claro objetivo em mente: o sonhado acesso à Série A2”, sintetizou.

Quando questionado sobre o início do planejamento para a próxima Série A3, Andrezão comentou o perfil dos atletas rastreados pelo Flamengo e projetou a construção de um elenco batalhador e comprometido – com o suporte de jogadores experientes no quesito acesso.

“O planejamento está sendo construído com os pés no chão. Procuramos atletas qualificados e profissionais dentro e fora de campo, que possuem o desejo de fazer história com a nossa camisa, elevando o Flamengo para outro patamar dentro do estado de São Paulo. E o suporte da diretoria, desde o início, tem sido fundamental para a consolidação de um projeto ambicioso e eficiente. A Série A3 já começou para nós”, pontuou.

Paulista A3: Ídolo do Flamengo, Andrezão retorna para ser gerente de futebol (Foto: Marcos Vieira Ribeiro/AA Flamengo)
Paulista A3: Ídolo do Flamengo, Andrezão retorna para ser gerente de futebol (Foto: Marcos Vieira Ribeiro/AA Flamengo)
Ao analisar a dificuldade oferecida pela próxima edição da terceira divisão estadual, o novo gerente de futebol rubro-negro destacou a evolução do poderio técnico do certame e a presença de clubes tradicionais. Contudo, discursou com otimismo ao esboçar o desempenho da formação do Jardim Tranquilidade, que, em 2016, liderou a primeira fase da respectiva competição – sendo, inclusive, a última equipe do estado de São Paulo a perder a invencibilidade, protagonizando um novo recorde sem derrotas da história guarulhense: 18 partidas.

“A Série A3 sempre foi muito ‘cascuda’ e difícil de disputar. E, nos últimos anos, vem sendo preenchida por clubes que figuraram na elite por muito tempo. É um reflexo do equilíbrio do futebol paulista. Porém, mesmo com uma grande quantidade de times gabaritados e já classificados como favoritos ao acesso, deposito total confiança no Flamengo. Somos campeões da divisão e temos uma camisa destacada, que pesa. Faremos tudo para que o Corvo torne-se ainda mais respeitado”.

Por fim, Andrezão, que participa da montagem do elenco rubro-negro ao lado de Rogério Delgado, treinador do Flamengo na última Série A3, e dos diretores Edson David Filho e Lucas Brando Leite, garantiu motivação de sobra para conquistar o bicampeonato da Série A3 pelo Flamengo – agora, desempenhando o trabalho além das quatro linhas.

“Será maravilhoso poder gritar ‘é campeão!’ pelo Corvo novamente. Porém, para que esse sonho torne-se realidade, precisaremos trabalhar muito, demonstrando foco e respeito desde o primeiro minuto de trabalho. A nação rubro-negra pode esperar o máximo de empenho por parte dos administradores do elenco. Montaremos um time de guerreiros. Precisamos, diariamente, apresentar um trabalho condizente com a grandeza do Flamengo de Guarulhos”.

Paulista A3: Ídolo do Flamengo, Andrezão retorna para ser gerente de futebol (Foto: Marcos Vieira Ribeiro/AA Flamengo)
Paulista A3: Ídolo do Flamengo, Andrezão retorna para ser gerente de futebol (Foto: Marcos Vieira Ribeiro/AA Flamengo)
“É uma contratação histórica”, garante o presidente
O retorno de Andrezão ao Flamengo de Guarulhos é motivo de orgulho para o presidente Joaquim José Mangueira Leite. O mandatário rubro-negro destacou o profissionalismo do ex-zagueiro e o seu potencial para brilhar como gerente de futebol, um cargo inédito em sua carreira.

“O Andrezão, nosso grande ídolo, é um profissional exemplar, de máximo gabarito. É respeitado por todos dentro do futebol, renomado pelo legado de hombridade construído ao longo de sua carreira. Temos total confiança em seu potencial para gerir o elenco que nos representará na próxima Série A3. Afinal, para montar um grupo vencedor, precisamos buscar campeões”, analisou, antes de sublinhar o perfil de líder do novo dirigente guarulhense.

“Desde a época de zagueiro, o Andrezão exercia o papel de líder, conduzindo o elenco dentro de campo e acalmando os atletas mais jovens. A final contra o São Bernardo, em 2008, foi um exemplo disso. Ele fez um pênalti no primeiro tempo e se recuperou para nos dar o título. Costumo dizer sempre que, com ele em campo, jogávamos com dois treinadores. É um profissional que veste a camisa e mostra-se extremamente comprometido com o clube que trabalha”, findou.