Bandeira de Mello diz que 'Flamengo liderará esforços para reerguer Chapecoense'

De volta aos treinos, o rubro-negro também mostrou solidariedade ao momento da equipe catarinense

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 30 - Ainda bastante abalado pela tragédia envolvendo a Chapecoense na madrugada de segunda para terça-feira, o elenco do Flamengo se reapresentou nesta quarta para iniciar os treinamentos visando a última rodada do Campeonato Brasileiro. A exemplo da maioria dos clubes pelo País, o time rubro-negro também mostrou solidariedade ao momento da equipe catarinense.

"Ainda é muito prematuro para falarmos em detalhes. É claro que o Flamengo liderará qualquer esforço para que a Chapecoense se reerga, mas ainda não queria entrar muito em detalhes, pois é algo que devemos fazer em seu devido tempo. Isso não é nenhuma crítica a quem lançou essas ideias ontem. São todas pessoas bem intencionadas, que estão sofrendo assim como todos nós, mas creio que cada coisa deve ser resolvida em seu determinado tempo. Nesse momento, cuidemos das pessoas que mais estão precisando", declarou o presidente Eduardo Bandeira de Mello.

Bandeira de Mello diz que 'Flamengo liderará esforços para reerguer Chapecoense'
Bandeira de Mello diz que 'Flamengo liderará esforços para reerguer Chapecoense'

O dirigente fez questão de manifestar sua opinião de que o lado humano é, neste momento, muito mais importante do que o esportivo. Por isso, rechaçou qualquer especulação de homenagem que o Flamengo possa fazer em campo. Para ele, antes é necessário cuidar das famílias e amigos de todos as vítimas do acidente de avião na Colômbia.

"Não acho que esse seja o momento correto para pensarmos em homenagem, porque o acidente aconteceu há pouco mais de 24 horas atrás. Ainda existem diversas providências que precisam ser tomadas, provavelmente os corpos não foram identificados, os feridos ainda estão sendo atendidos, e essa é uma hora de pensarmos nas famílias dos jogadores, jornalistas e dirigentes. Com o tempo, tomaremos as providências que certamente serão necessárias, mas acho que esse momento ainda é o de dar assistência a quem está sofrendo", afirmou.

Antes do treino desta quarta, os jogadores do Flamengo formaram um círculo e prestaram um minuto de silêncio às vítimas. "Fizemos um momento de reflexão sobre toda essa situação que atingiu não só a Chapecoense, mas a imprensa esportiva. É um momento triste para todos nós e isso afeta diretamente os jogadores. Três dos jogadores da Chapecoense estavam aqui conosco até pouco tempo, eram colegas deles, então eles estão realmente muito abalados. Aquilo que fizemos no centro do campo foi uma homenagem discreta, mas extremamente espontânea, que tocou o coração de todos os jogadores."

HOMENAGEM
Apesar das palavras de Bandeira de Mello, o Flamengo não tardou em anunciar sua primeira homenagem a uma das vítimas do acidente. Nesta tarde, revelou que sua sala de imprensa passará a se chamar Victorino Chermont, em homenagem ao jornalista da Fox Sports, morto na tragédia, que por muitos anos acompanhou o futebol do clube.