Zé Ricardo comanda treino e indica Mancuello como titular no Flamengo

Sua presença, no entanto, não está garantida, até porque o treinador não comandou um coletivo nesta quarta

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 19 - A derrota para o Internacional no último fim de semana pode gerar mudanças no Flamengo. Nesta quarta-feira, o técnico Zé Ricardo comandou um treino tático no Ninho do Urubu e indicou pelo menos uma alteração na escalação para o confronto diante do Corinthians, no próximo fim de semana: a entrada de Mancuello entre os titulares.

A opção surpreende porque Mancuello vem de um longo período sem atuar e ainda não entrou em campo em outubro. No entanto, aparece como boa opção para substituir o meia Everton, que sofreu uma lesão na coxa direita diante do Internacional e desfalcará o Flamengo.

A presença de Mancuello, no entanto, não está garantida, até porque Zé Ricardo não comandou um coletivo nesta quarta. A atividade no Ninho do Urubu foi tática, com o elenco dividido em três equipes de nove jogadores de linha, sem goleiro.

ESBOÇO DO TIME
Mancuello atuou ao lado daqueles que habitualmente são titulares. Zé Ricardo escalou: Pará, Réver, Rafael Vaz e Jorge; Márcio Araújo, Willian Arão, Mancuello e Diego; Guerrero. O meia-atacante Gabriel trabalhou entre os reservas.

Foi o primeiro esboço do time para o confronto diante do Corinthians, domingo, às 17 horas, no Maracanã. Esta, inclusive, será a volta do Flamengo ao estádio que tem como casa e no qual ainda não havia atuado em 2016. Para o zagueiro e capitão da equipe, Réver, será a estreia com a camisa rubro-negra por lá.

A atividade no Ninho do Urubu foi tática, com o elenco dividido em três equipes de nove jogadores de linha, sem goleiro - Gilvan de Souza / Flamengo
A atividade no Ninho do Urubu foi tática, com o elenco dividido em três equipes de nove jogadores de linha, sem goleiro
RETORNO AO MARACANÃ
"Quando estive jogando lá, principalmente contra o Flamengo, sempre foi muito difícil, tanto dentro de campo quanto com relação à pressão da torcida. Nós precisamos do Maracanã e o Maracanã precisa de nós. Chegou o momento de voltarmos à nossa casa e retribuir todo o carinho que os torcedores nos deram, de preferência conquistando a vitória".

O retorno, consequentemente, também significa o apoio maciço da torcida, algo muito importante para um time que precisa se reerguer para seguir brigando pelo título. Atualmente, o Flamengo tem 57 pontos (considerando a anulação do resultado da partida diante do Fluminense) e está a sete do líder Palmeiras.

"Creio que, pelo fato de estarmos voltando ao estádio, a torcida será fundamental. Eles também estão carentes do Flamengo estar jogando no Maracanã. Claro que terá um sabor diferente. Espero que no domingo, nos esforcemos por todos esses torcedores que ficaram longe do seu time de coração. O Corinthians é uma equipe muito grande e precisamos fazer nosso papel para trazermos alegria a esses torcedores", afirmou Réver.