Flamengo reafirma desejo de controlar Maracanã e pede 'protagonismo dos clubes'

O clube ainda afirmou que o seu contrato com a Odebrecht para a utilização do estádio continuará em vigor até o fim deste ano

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 21 - O Flamengo voltou a se manifestar nesta quarta-feira sobre o desejo de controlar o Maracanã. O clube rubro-negro divulgou nota oficial na qual garantia estar pronto para assumir administração, depois que o consórcio responsável atualmente pelo estádio já admitiu a necessidade de renegociar o contrato.

"O Flamengo reitera que, como clube cidadão, premiado por sua gestão transparente e reconhecido no mercado como parceiro comercial digno de confiança, está preparado para assumir a administração do estádio, atribuindo ainda mais valor econômico e cultural a este ícone do esporte mundial", afirmou.

Em 2013, um consórcio formado por Odebrecht, IMX e AEG venceu licitação para administrar e explorar comercialmente o Maracanã por 35 anos. O consórcio, porém, já manifestou o desejo de negociar com o governo do Estado do Rio de Janeiro a devolução do contrato por considerá-lo pouco rentável.

O Flamengo divulgou nota oficial na qual garantia estar pronto para assumir administração do Maracanã - Divulgação/Brasil.gov.br
O Flamengo divulgou nota oficial na qual garantia estar pronto para assumir administração do Maracanã
RUMOR NEGADO
Diante do posicionamento do consórcio, especula-se que o governo carioca possa lançar um novo edital de licitação. Foi levantada a possibilidade de Flamengo e Fluminense se unirem e tentarem ganhar a administração, o que foi desmentido, pelo menos momentaneamente, pelo lado rubro-negro.

"Até o presente momento, o Flamengo não firmou qualquer acordo vinculante com qualquer potencial parceiro com o intuito de suceder o atual concessionário, ou de participar do processo licitatório que venha a ocorrer. Cumpre relembrar que, formalmente, não há alterações nos contratos atualmente em vigor, menos ainda um edital lançado", garantiu.

O Flamengo ainda afirmou que o seu contrato com a Odebrecht para a utilização do Maracanã continuará em vigor até o fim de sua duração, em dezembro deste ano. Com isso, o time rubro-negro aguarda a resolução do imbróglio do consórcio com o governo carioca para agir, mas já pediu uma postura mais atuante dos clubes cariocas.

"Neste momento de iminentes mudanças, (o Flamengo) insiste em defender que os clubes sejam protagonistas neste processo de concessão, uma vez que são os principais originadores de conteúdo e usuários, como ocorre em todo o mundo. O Flamengo se coloca à disposição para o que for necessário para construir a melhor solução para o processo, seja ela temporária ou definitiva."