Mas já? Goleiro Bruno pode sair da cadeia ainda nesta quinta-feira

O ex-número do Flamengo segue preso da penitenciária de segurança máxima em Contagem-MG

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 15 (AFI) – O goleiro Bruno (foto), que é um dos acusados por ter assassinado a modelo Eliza Samudio, com quem teria um filho, pode deixar a penitenciária de segurança máxima Nelson Hungria, em Contagem-MG.

Segundo o jornal O Globo, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais recebeu na manhã desta quinta-feira um pedido de habeas corpus do ex-número 1 do Flamengo. O pedido será analisado por um desembargador e não teria sido feito pela defesa de Bruno.

Enquanto isso, a defesa do goleiro segue trabalhando firma para tentar livrar a barra de Bruno. Os advogados tentarão esclarecer para a Justiça de que ele é vítima de uma vingança do primo Sergio Rosa Sales, o Camelo, que nos últimos dias acusou o ex-número 1 rubronegro de estar presente na casa do ex-policial Marcos Aparecido, o Bola, no momento em que Eliza foi assassinada.

De acordo com os advogados, Camelo teria desviado dinheiro do goleiro e por isso perdido a sua confiança, tanto que perdeu a condição de ser o braço direito de Bruno e foi substituído por Macarrão, que também está preso na penitenciária de Contagem.

Nesta quinta-feira, a juíza Marixa Rodrigues, do Tribunal do Júri de Contagem-MG, autorizou a quebra do sigilo telefônico de Bruno e mais três pessoas que estariam envolvidas com o suposto assassinato de Eliza. A intenção é saber onde os suspeitos estavam nos dias anteriores ao desaparecimento da modelo.