EXCLUSIVO! Confira quem são os melhores de toda a Série B!

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 03 (AFI) – Depois de contar e recontar, o Futebol Interior chegou a conclusão dos melhores de toda a Série B do Campeonato Brasileiro. Foram 48 seleções de jornalistas espalhados pelo Brasil todo. Os meias e os atacantes receberam carinho especial de todos, tanto é que o FI arma a Seleção no 4-4-2, mas com apenas um volante e três meias.

São Paulo, Alagoas, Bahia, Brasília, Ceará, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco e Santa Catarina, estados que tiveram seus representantes na Segundona e colaboraram com a Seleção dos melhores.

Se perder mais tempo, o FI aproveita para agradecer a todos os jornalistas que nos enviaram a Seleção mais famosa do Brasil e do mundo e elenca todos os vencedores, que estão dispostos na foto do goleiro ao técnico, da esquerda para a direita.

Confira os melhores:

Goleiro – Tiago (Portuguesa) – 22 votos – Tiago não entrou na lista ‘apenas’ por ter fechado o gol da Lusa. O camisa 1 ganhou a simpatia de todos por fazer belos gols, tanto de falta, como de pênalti. Mas a disputa com Edson Bastos, do Coritiba, foi acirrada. O camisa 1 do Coxa teve 12 votos.
Outros que tiveram votos foram: Fred (Ipatinga), Adílson (Ceará); Deola (Barueri); Guto (Brasiliense) e Eduardo Martini (Avaí).

Lateral-direito – Apodi (Vitória) – 39 votos – Apodi foi a grande sensação da Seleção dos melhores. O lateral baiano, natural de Apodi, ganhou nada mais, nada menos que 39 votos. O verdadeiro recordista. Também com o belo futebol que apresentou durante toda Segundona.
Foram votados também: Márcio Gabriel (Ipatinga), Arlindo Maracanã (Ceará), Bruno (Marília), Patrick (Brasiliense), Wilton Goiano (Portuguesa) e Marcos Pimentel (Ceará).

Zagueiro – Henrique (Coritiba) – 28 votos – Henrique também foi um grande nome na Série B e na Seleção. Para se ter noção disso, o zagueiro do Coxa disparou na votação e deixou seu companheiro de zaga nesta Seleção com apenas nove votos.
Receberam votos: Anderson Marques (Barueri), Duílio (Ipatinga), Silvio Criciúma (Criciúma), Fábio Vidal (Paulista), Dema (Paulista), Jeci (Coritiba), Thiago (São Caetano), Everton (Paulista), Neto (São Caetano), Fábio Recife (Marília), Cássio (Avaí), Leandro Camilo (Marília), Ademir Sopa (São Caetano), Edson Borges (São Caetano), Matheus (Ipatinga), Ávalos (São Caetano), Marco Aurélio (Portuguesa), Edson (CRB), César (Fortaleza), Jean (Vitória), Emerson (Ponte Preta), Galiardo (São Caetano), Kléber (Sâo Caetano).

Zagueiro – Léo Oliveira (Ipatinga) – 9 votos – Léo Oliveira precisou suar muito para entrar na Seleção. Com exceção de Henrique, Léo Oliveira teve uma disputa acirrada com Bruno Rodrigo (Portuguesa) (5 votos), Pedro Paulo (Brasiliense) (5 votos), Cláudio Luiz (Criciúma) (7 votos) e Anderson Lima (Coritiba) (5 votos).

Lateral-esquerdo – Leonardo (Portuguesa) – 24 votos – Leonardo também foi muito bem na votação. Com seu bom futebol chamou a atenção de alguns times, dentre eles o Corinthians.
Foram votados: Marcos Pimentel (Ceará), Arlindo Maracanã (Ceará), Vicente (Marília), Andrezinho (Ponte Preta), Guigov (Ituano), Rodrigo Ninja (Gama), Beto (Ipatinga), Zeziel (Paulista).

Volante – Túlio (Coritiba) – 15 votos – Como a maioria dos jornalistas privilegiou os meias e os atacantes, o FI resolveu colocar apenas um volante para ser o cão de guarda da zaga. O escolhido merecidamente foi Túlio. Apesar do nome de atacante, Túlio sabe desarmar e faz muito bem seu trabalho.
Outros votados: Ricardo Oliveira (Remo), Elizeu (Criciúma), Dias (Portuguesa), Rodrigo Santos (CRB), Vanderson (Vitória), Mazinho Lima (Ceará), Augusto Recife (Ipatinga), Jairo (Paulista), Hernani (Marilia), Ricardinho (Coritiba), Chicão (Vitória), Bruno Ribeiro (Marília), Preto (Portuguesa), Luiz André (Criciúma), Leandro Salino (Ipatinga), Agenor (Brasiliense), Douglas Silva (Coritiba), Ramirez (Vitória), Camilo (Marília), Pingo (Ponte Preta), Rafael Toledo (Brasiliense), Paulo Isidoro (Fortaleza), Rodrigo Mancha (Coritiba), Fernando (Santo André), Toby (São Caetano), Goeber (Brasiliense) e Rai (Portuguesa).

Meia – Diogo (Portuguesa) – 38 votos – Outro recordista de votos. Mas os votos de Diogo chamaram a atenção. Muitos o colocaram na meia e muitos como atacante. Na verdade Diogo é um meia-atacante. Além de ter sido escolhido para a Seleção FI, Diogo ganhou o prêmio de craque da Série B oferecido pela FBA. Com tantos atributos ele já despertou o interesse de muitos clubes, mas tem contrato com a Lusa até 2011.
Alguns meias que foram votados: Bida (Vitória), Rogerinho (Fortaleza), Fabiano Gadelha.

Meia – Gerson Magrão (Ipatinga) – 19 votos – Um dos melhores jogadores do Ipatinga. Gerson Magrão foi emprestado pelo Flamengo e ganhou a confiança dos ipatinguenses. Titular absoluto, Magrão fez 20 jogos e oito gols.
Mais alguns votados: Beto (Ipatinga) e Douglas (São Caetano).

Meia – Pedro Ken (Coritiba) – 33 votos – Sensacional jogador. Todas as jogadas do Coxa passaram pelos pés de Pedro Ken. Jovem, habilidoso e rápido. Pedro Ken despertou o interesse de clubes rivais, do técnico da Seleção Brasileira, Dunga, e dos jornalistas espalhados pelo Brasil todo.
Foram votados: Sérgio Manoel (Ceará) e Adrianinho (Brasiliense).

Atacante – Alessandro (Ipatinga) – 25 votos – Alessandro teve o mesmo número de votos do que a quantidade de gols que marcou na Série B: 25. O matador do Tigre entrou na última rodada com 21 tentos, marcou quatro contra o Paulista e se tornou o maior artilheiro da Série B de todos os tempos ao lado de Uéslei, do Bahia, em 1999.
Outros votados: Joãozinho (Vitória), Val Baiano (Gama), Bebeto (Gama), Marcelo Nicácio (CRB), Zé Soares (Remo), Joãozinho (Portuguesa) e Thiago Humberto (Barueri).

Atacante – Alex Terra (Ponte Preta) – 17 votos – O penetra da turma. Alex Terra é o único jogador na Seleção dos melhores que não faz parte dos quatro times que conquistaram o acesso. Mesmo assim o matador da Ponte chamou a atenção. Em um time fraco, Terra se destacou, marcou 19 gols e deu alegrias à sofrida torcida pontepretana.
Receberam votos: Keirrisson (Coritiba), Fábio Oliveira (Remo), Marcelo Ramos (Santa Cruz), Wellington Amorim (Marília), Sorato (Vitória) e Jackson (Vitória).

Técnico – Vágner Benazzi (Portuguesa) – 28 votos – Vágner Benazzi merece uma estátua no Canindé. O treinador colocou a Lusa de volta a elite do Estadual e do Nacional. Benazzi voltou a dar confiança ao time da capital e agora colhe os frutos. O treinador está bem perto de renovar contrato. Receberam votos: Renê Simões (Coritiba), Emerson Ávila (Ipatinga) e Osvaldo Alvarez (Vitória).