Natação: Thiago Simon e Pedro Cardona lideram corrida por Mundial

CBDA admite que pode aumentar o número de atletas na competição, caso renove o patrocínio com os Correios

por Agência Estado

Campinas, SP, 27 - Após o fim da primeira das duas seletivas brasileiras para o Mundial de Esportes Aquáticos de Budapeste (Hungria), no ano que vem, Thiago Simon, do Corinthians, é quem lidera a corrida por uma vaga. Foi dele o melhor índice técnico em provas olímpicas do Campeonato Brasileiro Sênior/Torneio Open, realizado de quarta-feira a sábado em Palhoça (SP).

A boa marca que Simon fez nos 200m peito - 2min10s78 - rendeu a ele 915 pontos pela tabela de índices técnicos adotada pela Federação Internacional de Natação (Fina). Em crise financeira, a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) só abriu oito vagas para a natação brasileira no Mundial e adotou o índice técnico como único critério.

HÃ?
Essa tabela, porém, gera distorções. Brandonn Almeida, por exemplo, fez o 11.º melhor tempo do ranking mundial dos 400m medley, num resultado que lhe valeu 901 pontos, apenas. Simon, que fica à frente dele pelo critério do índice técnico e está muito perto de se garantir no Mundial, é apenas o 41.º do mundo.

A lista de oito melhores índices técnicos após o Open ainda tem Pedro Cardona (904 pontos, pelos 100m peito), Gabriel Silva Santos (899 pontos, pelos 100m livre), Felipe França (896 pontos, também pelos 100m peito), Leonardo de Deus (884 pontos, pelos 200m borboleta), Guilherme Guido (875 pontos, pelos 100m costas) e a única mulher: Manuella Lyrio (872 pontos, pelos 200m livre).

A segunda e última seletiva para a definição da equipe será o Troféu Maria Lenk, em abril do ano que vem. Caso consiga renovar com os Correios ou ache outra imprensa interessada em patrocinar a entidade, a CBDA admite que pode ampliar o número de vagas no Mundial.