Por pressão da torcida, Criciúma confirma saída de Roberto Cavalo

O treinador vinha fazendo um bom trabalho no Tigre, mesmo perdendo peças importantes ao longo do ano

por Agência Futebol Interior

Criciúma, SC, 29 (AFI) - Após o término do Campeonato Brasileiro da Série B, o Criciúma anunciou na tarde desta terça-feira o desligamento do técnico Roberto Cavalo. Existia uma expectativa grande em cima de uma renovação contratual, mas a pressão por parte da torcida eixou a permanência do treinador insustentável. Nomes como Vadão e Paulo Comelli são os mais cotados para assumir a equipe.

Junto com Roberto Cavalo deixam a equipe o executivo de futebol Paulo Pelaipe, os auxiliares Grizzo e José Leão, e o auxiliar na preparação física Gaetano Lupatini, além do massagista Marcelinho.

Roberto Cavalo não é mais o técnico do Criciúma
Roberto Cavalo não é mais o técnico do Criciúma
Sob o comando do treinador, o Criciúma chegou a brigar pelo acesso na Série B do Brasileiro, mas perdeu no meio do caminho alguns de seus principais jogadores como o lateral Ezequiel (Cruzeiro), e os atacantes Roger Guedes (Palmeiras) e Gustavo (Corinthians). A equipe catarinense terminou a competição na oitava colocação, com 56 pontos, a sete do Bahia, quarto.

O nome de Roberto Cavalo ganhou forças para assumir o Oeste na Série A2 do Paulista, mas a equipe de Itápolis já anunciou Vilson Tadei para a próxima temporda, após o término da parceria com o Osasco Audax.