Sem dinheiro em caixa, Corinthians tenta empréstimo para quitar salários atrasados

Diretor financeiro do clube, Emerson Pivoveza explica que a situação ocorreu devido ao não recebimento de algumas receitas

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 23 (AFI) – Após ter escancarado os problemas financeiros os quais vem atravessando, o Corinthians se movimenta para realizar uma engenharia financeira que, permita colocar as contas em dia. Priorizando a quitação dos débitos com atletas do elenco profissional, da base e com os funcionários, o clube negocia com uma instituição financeira a fim de conseguir um empréstimo. A ideia é regularizar a situação até o final desta semana.

Os atrasos se dão devido ao atraso no recebimento de algumas receitas do clube. Tendo isto em vista, os dirigentes apontam as mesmas como garantia para viabilizar a liberação do recurso junto à instituição privada. Diretor financeiro do clube, Emerson Pivoveza declarou ressalta que tal fato atrapalhou o fluxo de caixa do clube, destacando que o Corinthians tem trabalhado no lime, sem sobra para eventuais problemas.

Corinthians trabalha para acertar salários atrasados referentes à outubro (Foto: Divulgação / Corinthians)
Corinthians trabalha para acertar salários atrasados referentes à outubro (Foto: Divulgação / Corinthians)
O clube veio a público se manifestar sobre o ocorrido. Em nota oficial o clube informou que não foram todos os atletas que ficaram sem os vencimentos referentes á outubro, pagamento este que deveria ter sido feito até o último dia 7.

O diretor aproveitou para agradecer o comprometimento e dedicação dos atletas que, mesmo com tais problemas lutaram e conquistaram uma importante vitória diante do Internacional.

EM CAMPO
Ainda sonhando com uma vaga no G6, o Corinthians volta a campo no próximo sábado, às 21h, em Itaquera, para encarar o Atlético-PR, em duelo válido pela 37ª e penúltima rodada do Campeonato Brasileiro. Com 54 pontos, um a menos que o adversário, o Timão terminará a rodada no grupo que vai a Libertadores, caso vença o Furacão.