Copa do Brasil: Oswaldo não quer o Corinthians apoiado na vantagem contra o Cruzeiro

Treinador enfatiza que o time deve jogar normalmente e que, o resultado do primeiro jogo só terá efetividade no final do duelo

por Agência Estado

São Paulo, SP, 19 - Com a vantagem adquirida no primeiro jogo, quando venceu o Cruzeiro por 2 a 1, em São Paulo, o Corinthians investe todas as suas fichas no duelo desta quarta-feira, às 21h45, no estádio do Mineirão, pelas quartas de final da Copa do Brasil, para tentar salvar a temporada. O técnico Oswaldo de Oliveira sabe que o time precisa jogar com inteligência para voltar de Belo Horizonte com a vaga na semifinal.

"O Cruzeiro precisa vencer a partida e vai procurar o ataque. E nós também, vamos jogar normalmente. A questão da vantagem é efetiva, mas não podemos ir com a preocupação de guardar um resultado. Se ao final do jogo estivermos com a vantagem, aí vamos fazer prevalecer", avisou Oswaldo de Oliveira.

Oswaldo quer que o Corinthians esqueça a vantagem (Foto: Daniel Augusto Jr. / Corinthians)
Oswaldo quer que o Corinthians esqueça a vantagem (Foto: Daniel Augusto Jr. / Corinthians)
O meia Marlone, poupado no treinamento desta terça-feira, vai viajar com o grupo e deve ser titular. Caso não tenha condições, a tendência é que Marquinhos Gabriel entre no time. Oswaldo de Oliveira garante que não vai promover rodízio de goleiros na equipe, mas vê uma disputa sadia por posições do meio para frente. Para ele, o Corinthians tem oito jogadores com bom nível para preencher cinco posições.

CAUTELOSO
Para o treinador, o time precisa ter muito cuidado no duelo.

"A vantagem tem faces diferentes porque embora a diferença seja de um gol só, ela tem efeitos diferentes se o jogo for 1 a 0 ou 3 a 2. Temos de procurar vencer a partida, pois essa vantagem só vai ter efeito no final do jogo, quando as coisas estiverem mais ou menos definidas", explicou.

No Cruzeiro, o meia Elber pode ficar de fora do resto da temporada. Na última segunda-feira, o jogador de 24 anos sofreu uma lesão muscular na coxa direita durante o treino da manhã na Toca da Raposa II. Ele foi encaminhado para exames e, nesta terça, foi constatada a gravidade do problema. O prazo de recuperação é de até dois meses de afastamento.

"O Elber teve uma queixa durante o treino da segunda-feira, de uma dor forte nos adutores da coxa direita. Ele foi retirado de imediato do treino e logo iniciou o tratamento. Mais tarde, realizamos um exame de ressonância magnética que confirmou uma lesão neste grupo muscular dos adutores da coxa direita. Uma lesão importante, que tem uma previsão de cicatrização e recuperação de seis a oito semanas", explicou o médico Sérgio Freire Júnior.

POUCO UTILIZADO!
Elber perdeu espaço no Cruzeiro no segundo turno do Campeonato Brasileiro, mas era uma boa opção no banco de reservas para Mano Menezes. Depois de ser um dos destaques da equipe em meio à frágil campanha do início da competição, passou a ser preterido e entrar em apenas algumas partidas. Sua última aparição foi na vitória sobre a Ponte Preta, no último dia 8.

Se o prazo máximo de afastamento for confirmado, Elber só retornará ao Cruzeiro em 2017. Mas se o processo surpreender, o jogador pode voltar a jogar nesta temporada. A última partida do time mineiro no Brasileirão está marcada para o dia 4 de dezembro, justamente contra o Corinthians.