Carille vê futuro indefinido no Corinthians: 'Não sei se foi meu último jogo'

O presidente Roberto de Andrade não esconde sua preferência por Oswaldo de Oliveira

por Agência Estado

São Paulo, SP, 13 - Após seis partidas no comando do Corinthians, o técnico Fabio Carille pode ter feito sua despedida na vitória sobre o Santa Cruz por 4 a 2. O presidente Roberto de Andrade não esconde sua preferência por Oswaldo de Oliveira, com quem já conversou, mas a situação ainda não foi passada para a comissão técnica.

"O clube me conhece muito bem, não estou sabendo de nada e não sei se é meu último jogo. Fiquei focado nesta partida e quem pode responder isso é a diretoria. Minha resposta é a mesma dos jogadores. Sou treinador até segunda ordem. Não trouxemos essa conversa para dentro do vestiário", avisou Carille.

Ele reconhece a importância de Oswaldo, que já treinou o clube em outras oportunidades e conquistou títulos. "Sempre me falaram muito bem do Oswaldo. Ele foi vencedor dentro do clube, é um técnico experiente, e eu sou funcionário do Corinthians. Posso voltar para minha função antiga sem problema", comentou.

Na vitória sobre o Santa Cruz, Carille mostrou qualidade ao mexer na equipe no intervalo e conquistar os três pontos fora de casa. Ele alterou o posicionamento de alguns atletas no segundo tempo e colheu os frutos disso. "Tivemos muita dificuldade no sistema defensivo no primeiro tempo, sofremos, mas conseguimos melhorar no segundo. Temos de trabalhar para isso não acontecer mais", finalizou.