Árbitro relata irregularidades da torcida e Corinthians pode ser punido

Mas segundo o relatório, artefatos teriam sido acesos durante a execução do hino nacional e permaneceram assim durante toda a exibição

por Agência Estado

São Paulo, SP, 18 (AFI) - A derrota para o Palmeiras em casa por 2 a 0, neste sábado, pode mexer com o Corinthians um pouco mais do que se esperava. Além da demissão de Cristóvão Borges, da perda da invencibilidade em casa, cair para o rival e da oportunidade desperdiçada de garantir vaga no G4, o time alvinegro ainda pode perder alguns mandos de jogos por conta da sua torcida.

A punição seria decorrente ao uso de sinalizadores por parte da torcida corintiana, e não pelos confrontos da mesma com a Polícia Militar que ocorreram no intervalo e no começo do segundo tempo. Tais confusões sequer foram citadas na súmula oficial da partida pelo árbitro Héber Roberto Lopes. Mas segundo o relatório, artefatos teriam sido acesos durante a execução do hino nacional e permaneceram assim durante toda a exibição.

O árbitro ainda relatou o fato de a torcida corintiana ter cuspido em direção da arbitragem e de jogadores do Palmeiras após a partida. Teve ainda o caso de uma faixa proibida estendida no setor norte e que ficou por lá dos 12 minutos ao fim do primeiro tempo.

O Corinthians poderá responder por tais casos diante do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, o STJD. Na quinta colocação, a equipe tem 41 pontos somados após a 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, sendo que ainda há jogos a serem disputados neste domingo. A perda de alguns mandos de campo pode ser fundamental para o futuro do time paulista no Brasileirão.