Copa 2014: Confira seis dicas para evitar transmissões de doenças no período

arteira de vacinação deve estar em dia para evitar doenças durante a Copa do mundo

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 26 (AFI) - Com o aumento de turistas estrangeiros durante a Copa do mundo, que será sediada no Brasil entre junho e julho de 2014, a população deve iniciar a atualização da caderneta de vacinação neste final de ano para evitar doenças contagiosas e transmissíveis. As crianças devem seguir o calendário vacinal e os adultos precisam fazer o reforço a cada 10 anos, pois algumas vacinas diminuem a eficácia ao longo da vida.

De acordo com a clínica geral do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, Ligia Raquel Brito, entre as imunizações mais importantes estão as contra sarampo, caxumba, rubéola, coqueluche, tétano, difteria, varicela, hepatite A e B, influenza e doença meningocócica.

“Adultos que não tem a caderneta de vacinação ou não se lembram de ter tido alguma doença devem procurar seu médico ou um posto de saúde e colocar as vacinas em dia”, recomenda a especialista que completa informando que existem exames laboratoriais de sangue que conseguem detectar se a pessoa teve determinada doença ou se foi imunizada contra sarampo, rubéola, caxumba, varicela, hepatite A e B, por exemplo.

Mas a dica vale também para quem for trabalhar na Copa do Mundo, principalmente em Estados onde há transmissão de doenças por insetos como malária e febre amarela. “Neste caso quem viajar para locais onde há ação destes insetos é preciso acrescentar essas vacinas no calendário”, reforça a especialista.

Um turista pode trazer para o Brasil doenças que não temos aqui, assim como foi o caso do sarampo e poliomielite, que são enfermidades que mesmo já controladas no Brasil, aindaafetam a população de países em desenvolvimento. “Por isso é fundamental que a população esteja consciente da necessidade de imunizada completa”, alerta.

Outra preocupação da especialista é em relação aos surtos de origem alimentar. Qualquer comida preparada em condições inadequadas pode resultar em contaminações graves. “A vacina contra a hepatite A é recomendada para todos, mas é importante evitar barraquinhas e locais sem higiene”, finaliza a médica.

Algumas dicas e recomendações para prevenir doenças durante a Copa do Mundo

* Vacinar- se contra as doenças imunopreviníveis;

*Evite locais fechados e aglomerados, se possível;

* Usar preservativos;

* Lavagem das mãos com água e sabão ou com álcool-gel;

* Consumo de água engarrafada/ potável e consumo de alimentos totalmente cozidos;

*Use repelente sempre. É essencial para afastar os insetos, que podem transmitir doenças, como dengue, malária, febre amarela e febre maculosa.

Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos

Localizado ao lado do Parque do Ibirapuera, em São Paulo, o Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos atua em mais de 50 especialidades e conta com cerca de 780 médicos. Realiza aproximadamente 12 mil procedimentos cirúrgicos, 13 mil internações, 205 mil consultas ambulatoriais, 140 mil atendimentos de Pronto-Socorro e 1,3 milhão de exames. Dentre os selos e certificações obtidos pela instituição, destaca-se a Acreditação Hospitalar Nível 3 - Excelência em Gestão, concedida pela Organização Nacional de Acreditação (ONA) e o Prêmio 100 Melhores Empresas para Trabalhar Brasil, conquistado pelo terceiro ano consecutivo.